Operação Lava Jato

Se quiserem evitar que eu seja candidato, criem um partido, diz Lula em caravana

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook/Lula

    Lula esteve em Governador Valadares (MG) nesta terça-feira (24)

    Lula esteve em Governador Valadares (MG) nesta terça-feira (24)

Acreditando ser alvo de perseguição política pela imprensa e por membros do Judiciário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse para que seus opositores criem um partido para disputar a eleição presidencial de 2018. "Se alguém quiser evitar que eu seja candidato a presidente, só tem um jeito: tenha coragem, crie um partido político, seja candidato e vá me derrotar nas urnas", falou o petista, nesta terça-feira (24), em Governador Valadares, cidade a cerca de 350 quilômetros de Belo Horizonte, no segundo dia da caravana que promove por Minais Gerais.

O ex-presidente foi condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz federal Sergio Moro pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele recorre da sentença na segunda instância, que, se confirmar a condenação, o impedirá de disputar a eleição do ano que vem.

Tanto Lula quanto seus advogados frisam que Moro e a força-tarefa do MPF (Ministério Público Federal) conduzem um processo com objetivos políticos com o apoio da imprensa. O petista ainda pontua que nada teria sido encontrado contra ele que provasse sua culpa em esquemas de corrupção. "Daqui a pouco, vão pedir a exumação da minha mãe", disse Lula sobre as investigações em que é alvo.

O MPF, porém, diz que o dinheiro proveniente do esquema de corrupção foi responsável pelo pagamento de vantagens indevidas a Lula, o que foi aceito por Moro em sua sentença.

Lula não deixou claro a quem se referia --se à imprensa ou ao Judiciário-- ao sugerir a criação de um partido, mas disse estar "cansado da safadeza que eles fazem com o PT". "A gente não é melhor do que ninguém. A gente não quer deixar de ser investigado, mas a gente quer apenas que eles nos tratem com respeito".

Eles não querem que eu seja candidato. Então, eles não conseguem me parar através das urnas. Eles vão tentar me parar através da Justiça

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República

Caravanas e eleições de 2018

Líder em pesquisas de intenção de voto e réu em processos na Operação Lava Jato, Lula está em ritmo de pré-candidato a um terceiro mandato presidencial nas eleições do ano que vem.

Até o dia 30, o petista passará por mais dez cidades mineiras nas quais, em sua maioria, o partido teve votações expressivas nas últimas disputas presidenciais, localizadas principalmente no norte e no nordeste do Estado. 

Além de Governador Valadares, a caravana vai passar por Teófilo Otoni, Itaobim, Itinga, Araçuaí, Salinas, Montes Claros, Bocaiúva, Diamantina e Cordisburgo, com encerramento em Belo Horizonte.

Lula já passou por todos os Estados do Nordeste e, depois de Minas, deve fazer uma caravana no Rio Grande do Sul ainda este ano. O petista também já incluiu regiões da Grande São Paulo em seu itinerário. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos