Secretário de Cultura do RJ confunde Bertold Brecht com personagem humorístico

Do UOL, em São Paulo

O secretário de Cultura do Rio de Janeiro, o deputado André Lazaroni (PMDB), confundiu o dramaturgo alemão Bertolt Brecht com o personagem humorístico "Bertoldo Brecha", da Escolinha do Professor Raimundo, durante seu discurso na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), nesta sexta-feira (17). A sessão decidiu pela libertação de Jorge Picciani, presidente da Alerj, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB.

Os três parlamentares haviam sido detidos na quinta-feira (16). Eles tiveram a prisão decretada a pedido do MPF (Ministério Público Federal) no âmbito da Operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato.

Lazaroni votou pela soltura dos parlamentares. Durante discurso, ele afirmou: "Finalizo, como diria Bertoldo Brecha, ai do povo... Brecha... Brecht... Bertoldo Brestes... ai do povo que precisa de heróis". A citação correta do dramaturgo alemão é: "infeliz a nação que precisa de heróis."

Ainda de acordo com o secretário estadual, o voto pela prisão dos três parlamentares seria "político". "Não estou aqui para julgar colega. O que decidiremos é se respeitamos a Constituição Federal", afirmou o deputado.

O deputado estadual havia sido exonerado da Secretaria Estadual de Cultura pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) na segunda-feira (13), com o objetivo de garantir a aprovação da indicação de Albertassi para o TCE (Tribunal de Contas do Estado). A votação, que estava marcada para a terça (14), foi suspensa pela Justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos