Morre deputado Bernardo Ribas Carli (PSDB-PR) em acidente aéreo no Paraná

Demétrio Vecchioli

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/Facebook

    Bernardo era natural de Guarapuava (PR), onde sua família construiu base política

    Bernardo era natural de Guarapuava (PR), onde sua família construiu base política

Morreu neste domingo, vítima de um acidente aéreo, o deputado estadual paranaense Bernardo Ribas Carli (PSDB), de 32 anos. A aeronave de pequeno porte na qual ele estava caiu numa região de mata fechada na região sul do Paraná, na cidade de Paula Freitas, perto da divisa com Santa Catarina.

A Polícia Militar de União da Vitória, cidade vizinha, foi acionada para atender a ocorrência por volta das 12h30 deste domingo (22), mas, conforme um assessor do deputado informou ao UOL, é provável que o avião tenha sofrido o acidente por volta das 10h, pela manhã.

Segundo a Secretaria de Segurança do Paraná, o Instituto Médico Legal (IML) aguarda a chegada da perícia da Aeronáutica para iniciar o trabalho de identificação das vítimas. Diante da complexidade do acidente, foram deslocadas equipes do IML de Curitiba, como odontologistas, para reforçar o trabalho de identificação das vítimas.

O corpo do deputado será velado na prefeitura de Guarapuava (PR).

Leia também:

Lançado candidato, Bolsonaro elogia mulheres, chora e diz ser patinho feio
Só tem uma chapa de esquerda no país, diz Erundina em convenção do PSOL
Como os ministros jogam com as regras do STF no caso Lula

Bernardo, que era natural de Guarapuava (PR), cidade onde sua família construiu base política e eleitoral, estava voando de lá até União da Vitória, onde iria cumprir agenda pré-eleitoral pela manhã.

Além dele, também estavam no avião um piloto e um copiloto, que também morreram. Seus nomes ainda não foram confirmados.

Inicialmente, a Polícia Militar de União da Vitória só confirmou a morte do piloto e do copiloto, uma vez que o corpo de Carli ainda não havia sido encontrado. De acordo com um assessor, porém, o deputado foi achado morto.

Além da Polícia Militar, também a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros de União da Vitória atuam no local, além do setor de criminalística da Polícia Civil de Curitiba, cidade localizada a cerca de 230 quilômetros do local do acidente.

A Polícia Civil irá instaurar um inquérito para investigar o acidente, além das investigações dos órgãos da aviação Civil.

Em nota, o Diretório Estadual do PSDB do Paraná lamentou a morte do deputado: "Bernardo fazia parte de uma nova geração de políticos, que deixa como legado o trabalho sério, inovador e competente. Sempre defendendo os interesses de sua amada Guarapuava. O PSDB se solidariza com a família e amigos nesse duro momento".

A Assembleia Legislativa do Paraná decretou lutou de três dias pela morte de Carli.

Carreira do deputado

Bernardo era filho de uma família influente politicamente na região de Guarapuava (PR) e graduado em Administração de Empresas. Seu pai, Luis Fernando Ribas Carli, foi prefeito da cidade por três mandatos, além de ter sido deputado federal e estadual.

Seu cacife político foi herdado por dois filhos. Primeiro, por Fernando Ribas Carli Filho, de 35 anos, que foi deputado estadual pelo PSB. Em 2009, ele renunciou ao cargo – e foi expulso do partido – depois de matar duas pessoas em um acidente automobilístico. Exames comprovaram que ele dirigia embriagado.

Fernando foi a júri popular no início deste ano, quando foi condenado a nove anos e quatro meses de prisão em regime fechado. O caso gerou grande repercussão, uma vez que ele recorria em liberdade.

Foi depois que o irmão se afastou da vida púbica que Bernardo se lançou candidato a deputado estadual pela primeira vez, em 2010. Foi eleito pelo PSDB, mas no ano seguinte teve seu mandato cassado por gastos irregulares na campanha. Depois, conseguiu reverter a decisão.

Em 2016, o deputado estadual foi condenado por uso de documentos falsos e falsidade ideológica na prestação de contas de sua campanha eleitoral de 2010. Ele ainda foi condenado a um ano e oito meses de prisão em regime fechado, pena convertida em restrição de direito de prestação pecuniária.

Na ocasião, a condenação o enquadrou na Ficha Suja, o que o impediria de concorrer à reeleição este ano.

Bernardo Ribas Carli era presidente da Comissão de Esportes da Assembleia Legislativa e coordenador da Frente Parlamentar dos Produtores de Energia Elétrica. Ele ainda integrava o Bloco Parlamentar da Agricultura Familiar e o Bloco Parlamentar Digital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos