PUBLICIDADE
Topo

Passageiro critica STF, e ministro pergunta: "Você quer ser preso?"

Do UOL, em São Paulo

04/12/2018 16h28Atualizada em 04/12/2018 19h08

Um vídeo divulgado em redes sociais nesta terça-feira (4) mostra um desentendimento dentro de um avião entre o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski e outro passageiro do voo. Na gravação, o passageiro chama Lewandowski pelo nome e critica o Supremo, no que o magistrado responde com uma ameaça de prisão.

"Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês", diz o passageiro no começo do vídeo.

"Vem cá, você quer ser preso?", responde o ministro.

"Eu não posso me expressar? Chama a Polícia Federal", retruca o passageiro.

"Chama a Polícia Federal", pede Lewandowski a um comissário de bordo.

A discussão teria ocorrido em um voo da Gol que saiu de São Paulo para Brasília hoje de manhã, mesmo dia em que a Segunda Turma do Supremo -- da qual Lewandowski faz parte -- tinha na pauta um pedido de soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O passageiro que criticou o Supremo seria o advogado Cristiano Caiado de Acioli, que teria sido levado pela PF para prestar esclarecimentos na chegada à capital federal.

Em nota, a corporação informou que "a ocorrência está sendo apurada pela Superintendência da PF no Distrito Federal" e que "não houve prisão."

O UOL não conseguiu contato com o advogado. A reportagem questionou o STF sobre se Lewandowski pediu a prisão do passageiro e por qual motivo, e aguarda resposta.

Política