Topo

Presidente da CCJ faz afago ao Centrão após aprovar reforma tributária

Reprodução/Twitter
15.mar.2019 - Deputado Major Vitor Hugo e Felipe Francischini conversando com Bolsonaro sobre a tramitação da PEC da Previdência na CCJ Imagem: Reprodução/Twitter

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

2019-05-22T16:00:26

22/05/2019 16h00

Após criticar a falta de apoio do governo à aprovação da reforma tributária, o presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, Felipe Francischini (PSL-PR), fez afagos aos partidos do Centrão (PR, DEM, PP, PTB, MDB, entre outros).

As legendas serão alvo dos protestos marcados para domingo (26) e têm sido acusadas de atrapalhar o trâmite da reforma da Previdência. Segundo Francischini, os partidos do Centrão foram os que garantiram a maioria dos votos para a aprovação da constitucionalidade da reforma da Previdência.

"Tenho falado com os meus eleitores que essas brigas do Parlamento com o Executivo não podem tomar essas proporções. Os partidos de centro foram maioria de votos na reforma da Previdência e tem contribuído bastante com o país", disse.

Mais Política