PUBLICIDADE
Topo

Política

Governo lança projeto-piloto de segurança pública em cinco cidades

Inicialmente, "Em Frente Brasil" atuará em Goiânia (GO), Ananindeua (PA), Cariacica (ES), Paulista (PE) e São José dos Pinhais (PR) - Mateus Bonomi/Agif/Estadão Conteúdo
Inicialmente, 'Em Frente Brasil' atuará em Goiânia (GO), Ananindeua (PA), Cariacica (ES), Paulista (PE) e São José dos Pinhais (PR) Imagem: Mateus Bonomi/Agif/Estadão Conteúdo

Luciana Amaral e Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

29/08/2019 16h06

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), lançou hoje no Palácio do Planalto um projeto de segurança pública, intitulado "Em Frente Brasil". Inicialmente, o plano prevê o envio de recursos federais para ações de inteligência e aperfeiçoamento tecnológico, como a instalação de centrais de monitoramento.

O projeto-piloto conta com cinco cidades que integram o grupo das 120 mais violentas do país, segundo o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada): Goiânia (GO), Ananindeua (PA), Cariacica (ES), Paulista (PE) e São José dos Pinhais (PR).

Além disso, serão enviados agentes da Força Nacional de Segurança para esses municípios, que vão atuar em conjunto com as polícias militares e agentes da guarda municipal.

Os principais crimes a serem combatidos, segundo o governo, são homicídios, feminicídios, estupros, latrocínios e roubos. Outra linha do projeto é investir em serviços de educação, lazer e saúde à população das cidades.

A expectativa é que os modelos de atuação e as metodologias sejam testados até fevereiro de 2020 para a posterior inserção de mais municípios no programa.

Em discurso, Bolsonaro afirmou que a falta de segurança no país é um dos itens que mais afligem as famílias brasileiras e citou o ataque a faca durante a campanha eleitoral do ano passado como exemplo. Ao ressaltar o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) além do esperado, embora longe de uma retomada da economia, ele disse que abertura de mais vagas de trabalho pode ajudar no combate à violência, por vezes causada pelo desemprego.

Em seguida, exaltou a importância de uma família estruturada. "Tudo começa na família. Uma família estruturada, além de trazer alegria para os seus, não precisa do estado para vencer certos obstáculos. A agenda conservadora é tão criticada, mas é essencial. É a âncora, base de uma sociedade", falou, ao anunciar que no domingo visitará o templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus, em São Paulo.

Política