Topo

Eduardo Bolsonaro diz que vai processar Facebook e Instagram por censura

Eduardo Bolsonaro acusa Facebook e Instagram de apagarem uma publicação feita por ele - Evaristo Sá/AFP
Eduardo Bolsonaro acusa Facebook e Instagram de apagarem uma publicação feita por ele Imagem: Evaristo Sá/AFP

Do UOL, em São Paulo

18/09/2019 08h10Atualizada em 18/09/2019 12h25

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que vai processar o Facebook e o Instagram por terem tirado do ar uma publicação dele sobre matéria da revista "Época" na qual o repórter se passa por um cliente do coaching da esposa do deputado, Heloísa Bolsonaro.

O filho do presidente acusa as duas redes sociais de censura e afirma que Facebook e Instagram "cercearam seu direito constitucional à liberdade de expressão". Segundo ele, publicação similar não teve problema nenhum no Twitter.

"Com a liberdade vem a responsabilidade e eu respondo por tudo que publico nas minhas redes sociais. Não cabe ao Facebook/Instagram me censurar previamente em pleno 2019. Que tais atitudes fique no passado e que reafirmemos que vivemos numa democracia com liberdades plenas", disse o deputado em suas redes sociais.

Junto com o texto, o filho do presidente publicou uma foto dele assinando uma procuração ao lado de seu advogado para dar início à ação judicial.

No sábado (14), Eduardo Bolsonaro criticou o Facebook e o Instagram por terem apagado o conteúdo publicado por ele.

"Um cara se passa por cliente, engana minha esposa para atacar minha família, vende revista, ganha selo azul e aí quando eu vou postar a cara dos responsáveis por esse crime no meu Instagram e no Facebook o post é automaticamente deletado? Não ferra, fb e insta!", escreveu em seu Twitter.

Procurado pelo UOL, o Facebook disse que não iria se posicionar sobre o assunto.

Mais Política