Topo

Lula diz a TV francesa que quer se casar quando sair da prisão em Curitiba

30.set.2019 - Ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva concede entrevista na Polícia Federal, em Curitiba - Theo Marques - 14.ago.19/Framephoto/Estadão Conteúdo
30.set.2019 - Ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva concede entrevista na Polícia Federal, em Curitiba Imagem: Theo Marques - 14.ago.19/Framephoto/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

11/10/2019 10h24Atualizada em 11/10/2019 17h38

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que pretende se casar quando deixar a prisão. A declaração foi dada durante entrevista à rede de TV francesa France 24 na sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde Lula está detido desde abril do ano passado.

O petista falou sobre sua vontade de se casar novamente após ser questionado sobre a possibilidade de ser candidato à presidente nas próximas eleições.

"Eu não vou dizer que serei candidato e também não vou dizer que não vou ser. Vou deixar o tempo passar e ver o que acontece. Eu sou um homem de 74 anos que tem a energia de um homem de 30 anos, e eu quero me casar quando sair daqui", afirmou.

Lula está em um relacionamento com a socióloga Rosângela Silva, que trabalha no escritório da estatal Itaipu Binacional na capital paranaense.

'Eu quero minha inocência'

Durante a entrevista, o ex-presidente voltou a afirmar que é inocente e disparou contra o ministro Sergio Moro (Justiça), que o condenou em primeira instância, e a força-tarefa da operação Lava Jato, comandada pelo procurador Delta Dallagnol.

"Quero provar que mentirosos são aqueles que me acusaram. Não quero uma sentença mais leve, quero a minha inocência", disse

'Bolsonaro não gosta dos pobres'

Lula também criticou o presidente Jair Bolsonaro por sua política em relação ao meio ambiente e por suas declarações fortes.

"Bolsonaro não gosta dos índios, ele não gosta dos extratores de borracha, não gosta das árvores, não gosta do PT, não gosta dos pobres, não gosta dos sindicalistas", declarou.

Política