Topo

Bivar avisa que destituirá Eduardo Bolsonaro da presidência do PSL em SP

Eduardo Bolsonaro posa fazendo "arminha" em frente a escultura pela paz - Reprodução/Instagram
Eduardo Bolsonaro posa fazendo "arminha" em frente a escultura pela paz Imagem: Reprodução/Instagram

Constança Rezende

Colaboração para o UOL, em Brasília

17/10/2019 14h33

O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, avisou hoje ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) que o destituirá da presidência do partido em São Paulo, segundo assessores do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O ato ainda não foi formalizado, mas Eduardo foi já comunicado da decisão, segundo informou sua assessoria ao UOL.

Ontem à noite, Eduardo havia sido alçado à liderança do PSL na Câmara com 27 de 53 assinaturas, tomando o lugar do deputado federal Delegado Waldir (PSL-GO).

Mas a situação foi revertida, e a Secretaria-Geral da Mesa da Câmara dos Deputados afirmou nesta tarde que a liderança fica mesmo com Waldir.

Crise no PSL

A crise no PSL foi tornada pública após Bolsonaro criticar o partido e o presidente nacional da sigla, Luciano Bivar (PE) em 8 de outubro. Desde então, nomes do partido saíram em defesa de Bolsonaro ou de Bivar.

Como pano de fundo, ambições políticas, disputa pelo controle do dinheiro do fundo partidário e a influência dos filhos do presidente. Na terça-feira (15), a situação se tornou mais crítica com operação da Polícia Federal para investigar o esquema de candidaturas laranjas do PSL da qual Bivar foi alvo.

Política