Topo

Eduardo Bolsonaro é o novo líder do PSL na Câmara após acordo no partido

Constança Rezende

Do UOL, em Brasília

21/10/2019 11h57Atualizada em 21/10/2019 18h02

Em primeiro aceno à paz no partido, o PSL aceitou a nova lista para nomear o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL) como líder da bancada na Câmara, na manhã de hoje, e o nome dele já aparece no site oficial da Câmara no novo posto. O partido também decidiu voltar atrás da suspensão da atividades partidárias de cinco deputados do partido ligados ao presidente Jair Bolsonaro (PSL-SP).

A decisão foi comunicada pelo Delegado Waldir (PSL-GO), que era o líder da sigla e foi sucedido por Eduardo.

"Queria agradecer aos parlamentares que confiaram no nosso projeto, dizer que não sou subordinado a nenhum governador, a nenhum presidente, mas sim ao meu eleitor, e vou continuar defendendo todas as prerrogativas do parlamento. Nós não rasgamos a Constituição ainda, que prevê que o Executivo não deve interferir no Parlamento em nenhuma ação", disse Waldir.

A lista com os nomes dos deputados que apoiam o nome do novo líder da bancada foi apresentada à Secretaria-Geral da Mesa, que oficializou o novo líder.

Um dos nomes suspensos das atividades partidárias, Carlos Jordy (PSL-RJ) comemorou a revogação e agradeceu o apoio que recebeu nos últimos dias.

Integrantes da ala bivarista desmentem vídeo

Em nova fase da disputa interna no PSL, integrantes da ala Bivarista desmentiram o vídeo do deputado Delegado Waldir e disseram que a suspensão dos cinco parlamentares ligados ao presidente Jair Bolsonaro está mantida.

Também disseram que havia a negociação para a apresentação de um terceiro nome para a liderança do partido na Câmara. Porém, o acordo firmado com o general Luiz Eduardo Ramos foi descumprido por Eduardo Bolsonaro, com a apresentação de uma nova lista na manhã desta segunda-feira.

Política