PUBLICIDADE
Topo

Política

Bolsonaro posta vídeo que associa Farc a Lula; deputada do PSL diz ser fake

Bolsonaro compartilha vídeo em que homem relaciona Lula às Farc - Reprodução
Bolsonaro compartilha vídeo em que homem relaciona Lula às Farc Imagem: Reprodução

Do UOL, em Brasília

26/10/2019 13h03Atualizada em 26/10/2019 16h53

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) compartilhou um vídeo em que três homens que seriam das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) associam o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à organização. O vídeo foi compartilhado do perfil no Twitter do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), que disse não saber a "veracidade" do vídeo.

O material também foi divulgado pela deputada Bia Kicis (PSL-DF), mas em seguida ela apagou o conteúdo e disse ser fake news.

"Sobre o vídeo das FARCS, removi assim que fui informada de que seria fake. Postei porque recebi de uma fonte muito respeitável e acreditei que fosse real. Removi porque não compactuo com a mentira, valeu? A gente pode se enganar mas não pode perder a integridade", escreveu a parlamentar.

No vídeo há três pessoas vestidas com roupas militares, um deles segura o que parece ser uma arma. O narrador diz que seguirão na luta armada para defender que são seus verdadeiros comandantes. Ele cita como "comandante" Lula e outros políticos de centro-esquerda como o ex-presidente do Equador, Rafael Correia, o presidente Boliviano, Evo Morales, e o candidato a presidente na Argentina, Alberto Fernández.

O narrador diz que eles estarão próximos à população que disse "não" ao presidente argentino Maurício Macri e àqueles contrários a Jair Bolsonaro. Macri disputa a reeleição neste domingo, mas pesquisas de opinião naquele país indicam que o adversário Alberto Fernández deve vencer o pleito em primeiro turno.

Política