Topo

Haddad chama Eduardo Bolsonaro de "estúpido" após tuíte sobre Venezuela

Do UOL, em São Paulo

13/11/2019 11h38

O candidato à presidência em 2018 Fernando Haddad (PT) criticou Eduardo Bolsonaro, por uma mensagem no Twitter do deputado federal, apoiando a ocupação da embaixada da Venezuela no Brasil, que aconteceu nesta madrugada, em Brasília. Partidários do líder da oposição venezuelana Juan Guaidó teriam entrado no local com apoio de funcionários.

"Depois de sugerir novo AI-5, Eduardo Bolsonaro gera indignação e pânico na diplomacia brasileira, ao defender invasão da embaixada venezuelana no Brasil. Repito, só a cassação do mandato freiará esse estúpido", tuitou Haddad.

A resposta de Haddad é ao tuíte também desta manhã do filho do presidente Jair Bolsonaro: "Nunca entendia essa situação. Se o Brasil reconhece Guaidó como presidente da Venezuela por que a embaixadora Maria Teresa Belandria, indicada por ele, não estava fisicamente na embaixada? Ao que parece agora está sendo feito o certo, o justo."

O deputado ainda fez outros posts apoiando a ocupação da embaixada. "Esquerdalha foi para a porta da embaixada da Venezuela no Brasil, quero ver é ir para a Venezuela viver como vidadão venezuelano comum", postou ele. Paulo Pimenta, deputado do PT, postou vídeos de dentro do órgão e criticou a invasão.

A mensagem de Eduardo repercutiu mal na diplomacia brasileira, segundo o colunista do UOL Jamil Chade. "Entre embaixadores e diplomatas de alto escalão do Brasil, a mensagem de Eduardo Bolsonaro foi interpretado como uma sinalização de que o governo de seu pai pode não fazer um esforço para retirar os invasores, aliados de Juan Guaidó", explica Chade.

Ouça o podcast Baixo Clero com análises políticas de blogueiros do UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Política