PUBLICIDADE
Topo

Esse conteúdo é antigo

Ministro pede investimentos em ferrovias em cúpula dos Brics

O ministro Tarcísio Gomes de Freitas - Reprodução/TV Globo
O ministro Tarcísio Gomes de Freitas Imagem: Reprodução/TV Globo

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

13/11/2019 17h15

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou nesta quarta-feira (13) que gostaria de que empresas dos países membros dos Brics - bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - investissem no setor ferroviário brasileiro. A declaração foi dada durante reunião do conselho empresarial da 11ª cúpula do Brics.

"Seria interessante contar com a grande experiência e a tecnologia que os países membros dos Brics acumularam em setores específicos. Ficaríamos extremamente felizes com investimentos no setor ferroviário", disse.

Segundo eles, projetos como a ferrovia de ligação entre o Leste e o Oeste e o Ferrogrão, que liga o Mao Grosso aos portos da região Norte, são projetos interessantes que podem reduzir custos para empresários e melhorar a cadeia logística brasileira.

Freitas ainda declarou que o governo brasileiro está interessado em investimentos em três para transporte de cargas e de passageiros. E para isso tem investido na segregação das linhas já existentes para cargas e passageiros.

O ministro destacou que o programa de concessão de infraestrutura brasileiro ofertará a iniciativa privada 41 aeroportos, 16 mil quilômetros de rodovias e outros 3 mil quilômetros de ferrovias.

O governo Bolsonaro teve início em 1º de janeiro de 2019, com a posse do presidente Jair Bolsonaro (então no PSL) e de seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB). Ao longo de seu mandato, Bolsonaro saiu do PSL e ficou sem partido. Os ministérios contam com alta participação de militares. Bolsonaro coloca seu alinhamento político à direita e entre os conservadores nos costumes.