PUBLICIDADE
Topo

PSL diz que apoio de Bolsonaro a manifestação é "ataque à democracia"

Do UOL, em São Paulo

26/02/2020 12h43

O PSL, antigo partido do presidente Jair Bolsonaro, fez várias críticas hoje ao apoio dado pelo presidente à manifestação marcada para o dia 15 de março. O ato é pró-governo e contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF).

"O presidente Jair Bolsonaro ataca a democracia ao defender as manifestações do dia 15 de março contra o Congresso. O PSL repudia veementemente a atitude, que fere as instituições e o equilíbrio entre os Poderes", dia a mensagem postada no perfil do PSL no Twitter, em referência ao vídeo em apoio à manifestação compartilhado por Bolsonaro no WhatsApp.

Segundo o partido, "Bolsonaro abusa de um comportamento recorrente: em vez de debater assuntos urgentes à população e costurar o apoio às reformas, gasta energia com tentativas de desqualificar o Parlamento e o Supremo Tribunal Federal".

Bolsonaro se filiou ao PSL para disputar a eleição presidencial e saiu da legenda em novembro do ano passado após uma crise interna. Ele criou um novo partido, o Aliança pelo Brasil, que ainda busca o número de assinaturas necessário para ser oficializado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Política