PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro fala em tentativa de tumultuar República após críticas por vídeo

Do UOL, em São Paulo

26/02/2020 10h21Atualizada em 26/02/2020 20h49

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais na manhã de hoje para comentar notícias de que ele teria compartilhado no WhatsApp vídeos em apoio às manifestações pró-governo e contra o Congresso Nacional convocadas para 15 de março.

De acordo com Bolsonaro, o WhatsApp é utilizado por ele para fins pessoais e "qualquer ilação fora desse contexto são tentativas rasteiras de tumultuar a República".

"Tenho 35 milhões de seguidores em minhas mídias sociais, com notícias não divulgadas por parte da imprensa tradicional. No Whatsapp, algumas dezenas de amigos onde trocamos mensagens de cunho pessoal. Qualquer ilação fora desse contexto são tentativas rasteiras de tumultuar a República", tuitou o presidente.

Bolsonaro tem sido criticado por diversos políticos sob a acusação de incitar a população contra o Congresso Nacional. Entre os que se manifestaram contra o presidente estão seus antecessores Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (PT).

Aliados do presidente, por sua vez, pediram adesão da população às manifestações.

Bolsonaro compartilha vídeo com convocação para ato contrário ao Congresso

TV Folha

Ouça o podcast Baixo Clero, com análises políticas de blogueiros do UOL. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Governo Bolsonaro