PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

"O que será do camelô?" e outras 5 frases do pronunciamento de Bolsonaro

Emanuel Colombari e Mariana Gonzalez

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 21h51

O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) hoje, em rede nacional, teve como principal assunto a crise do coronavírus e os impactos para a saúde da população e para a economia brasileira. O país, que está em quarentena há cerca de duas semanas, registra hoje 5.717 casos oficiais e 201 óbitos em decorrência da covid-19.

Em meio a panelaços pelo Brasil, Bolsonaro mudou o tom sobre a pandemia, dizendo que o coronavírus "é uma realidade" — na semana passada, ele se referiu ao vírus como uma "gripezinha" — e falou em "salvar vidas, sem deixar para trás os empregos".

O presidente afirmou, ainda, que a pandemia é "o maior desafio da nossa geração".

Relembre o pronunciamento com as seis frases ditas por Bolsonaro:

Preocupação em salvar vidas

Minha preocupação sempre foi salvar vidas, tanto as que perderemos pela pandemia, quanto aquelas que serão atingidas pelo desemprego, violência e fome. Me coloco no lugar das pessoas e entendo suas angústias. As medidas protetivas [referindo-se à quarentena, fechamento de escolas etc] devem ser implementadas de forma racional, responsável e coordenada

Atenção aos trabalhadores informais

O que será do camelô, do ambulante, do vendedor de churrasquinho, da diarista, do ajudante de pedreiro, do caminhoneiro e dos outros autônomos com quem venho mantendo contato durante toda minha vida pública? (...) Se fecharmos ou limitarmos movimentações, o que acontecerá com essas pessoas, que têm que trabalhar todos os dias e que têm que ganhar o pão de cada dia todos os dias?

Vidas e empregos

Temos uma missão: salvar vidas sem deixar para trás os empregos. Por um lado, temos que ter cautela e precaução com todos, principalmente junto aos mais idosos e portadores de doenças pré-existentes. Por outro, temos que combater o desemprego, que cresce rapidamente, em especial entre os mais pobres

De "gripezinha" para "realidade"

O vírus é uma realidade, ainda não existe vacina contra ele ou remédio com eficiência cientificamente comprovada, apesar da hidroxicloroquina parecer bastante eficaz

Citação à OMS

O coronavírus veio e um dia irá embora. Infelizmente, teremos perdas neste caminho. Eu mesmo já perdi entes queridos no passado e sei o quanto é doloroso (...). Todos nós temos que evitar ao máximo qualquer perda de vida humana. Como disse o diretor-geral da OMS: 'Todo indivíduo importa'. Ao mesmo tempo, devemos evitar a destruição de empregos, que já vem trazendo muito sofrimento para os trabalhadores brasileiros

Retomada da economia

O efeito colateral das medidas de combate ao coronavírus não pode ser pior que a própria doença. A minha obrigação como presidente vai para além dos próximos meses. Preparar o Brasil para sua retomada, reorganizar nossa economia e mobilizar todos nossos recursos e energia para tornar o país ainda mais forte após a pandemia

Coronavírus