PUBLICIDADE
Topo

C. Bolsonaro questiona Mourão por reunião com 'maior opositor socialista'

18.mar.2019 - O  vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da Republica, Carlos Bolsonaro (PSL RJ), no Palacio do Planalto - Dida Sampaio / AE
18.mar.2019 - O vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da Republica, Carlos Bolsonaro (PSL RJ), no Palacio do Planalto Imagem: Dida Sampaio / AE

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 21h22

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), questionou o vice-presidente, Hamilton Mourão, por ter participado de uma reunião ontem com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

"O que leva o vice-presidente da república se reunir com o maior opositor socialista do governo, que se mostra diariamente com atitudes totalmente na contramão de seu Presidente?", escreveu Carlos no Twitter.

O filho do Bolsonaro compartilhou uma declaração dada pelo governador para a Época após a reunião do Conselho da Amazônia Legal, presidido por Mourão, que tinha ainda os governadores do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

"Tivemos uma reunião com diálogo técnico, respeitoso, sensato. Claro que Mourão não é do meu campo ideológico. Mas, se Bolsonaro entregar o governo para ele, o Brasil chegará em 2022 em melhores condições".

Ontem, Mourão explicou após a videoconferência que a iniciativa foi apresentar aos governadores o planejamento feito pelo Conselho da Amazônia Legal e ouvir dos governadores as percepções sobre o combate ao coronavírus e às queimadas.

"Foi uma reunião, na minha visão, extremamente benéfica onde tivemos um relacionamento respeitoso e, acima de tudo, leal e sincero. Cada governador teve oportunidade de apresentar suas demandas, sua visão. E na maioria das vezes em estreita consonância daquilo que é o pensamento do governo federal", completou o vice.

Política