PUBLICIDADE
Topo

"Desemprego leva à morte" e mais: as frases do pronunciamento de Bolsonaro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/04/2020 22h12

O presidente Jair Bolsonaro fez hoje um novo pronunciamento transmitido em rede nacional de rádio e televisão desde a chegada da pandemia do coronavírus ao Brasil. No discurso, Bolsonaro exaltou novamente a hidroxicloroquina como tratamento para os pacientes com a covid-19, pediu o alinhamento de todos os ministros do governo, e anunciou a compra de matéria-prima da Índia para produzir o medicamento.

No dia em que o Brasil chegou a 800 mortes oficialmente causadas pelo coronavírus, registrando 133 óbitos em 24 horas, o presidente disse que se solidariza com as pessoas "que perderam seus entes queridos" naquilo que chamou de "guerra". Bolsonaro foi alvo de panelaços durante a transmissão do discurso.

Alinhamento de ministros

Tenho a responsabilidade de decidir sobre as questões do País de forma ampla, usando a equipe de ministros que escolhi para conduzir os destinos da nação. Todos devem estar sintonizados comigo.

Exaltação à cloroquina

Há pouco conversei com o doutor Roberto Kalil. Cumprimentei-o pela honestidade e compromisso com o Juramento de Hipócrates ao assumir que não só usou a hidroxicloroquina, bem como a ministrou para dezenas de pacientes. Todos estão salvos. Disse-me mais. Que, mesmo não tendo finalizado o protocolo de testes, ministrou o medicamento agora para não se arrepender no futuro. Essa decisão poderá entrar para a história como tendo salvo milhares de vidas no Brasil. Nossos parabéns para o doutor Kalil.

Isolamento x desemprego

Os mais humildes não podem deixar de se locomover para buscar o seu pão de cada dia. As consequências do tratamento não podem ser mais danosas que a própria doença. O desemprego também leva à pobreza, à fome, à miséria, enfim, à própria morte.

"Guerra" ao coronavírus

Vivemos um momento ímpar em nossa história. Ser presidente da República é olhar o todo, e não apenas as partes. Não restam dúvidas de que nosso objetivo principal sempre foi salvar vidas. Gostaria, antes de mais nada, de me solidarizar com as famílias que perderam seus entes queridos nessa guerra que estamos enfrentando.

Coronavírus