PUBLICIDADE
Topo

Política

Witzel critica 'discursos raivosos' e cobra atos de humildade de Bolsonaro

Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro - Fabio Teixeira/NurPhoto via Getty Images
Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro Imagem: Fabio Teixeira/NurPhoto via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

30/04/2020 09h32

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), criticou hoje, em mensagem no Twitter, o que chamou de discursos raivosos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e cobrou atos de humildade.

A declaração vem na esteira da entrevista concedida por Bolsonaro hoje na saída do Palácio da Alvorada, na qual o presidente voltou a criticar governadores e prefeitos pela postura durante a pandemia do novo coronavírus.

"Todo dia acordamos com esse pesadelo matinal que é a aparição do presidente Jair Bolsonaro diante da imprensa, em Brasília. Nenhum dia assistimos a qualquer ato de humildade do presidente, qualquer ato de boas intenções ou declarações que tranquilizem os brasileiros", disse.

"São sempre discursos raivosos contra algo ou alguém. Para o presidente tudo é pessoal. Não é possível que até agora ele continue afirmando que o isolamento social não gerou resultados, numa opinião que não resiste a um embasamento científico, à avaliação de um especialista", completou.

Witzel ainda disse que Bolsonaro deveria ser mais respeitoso com jornalistas. "E a imprensa sofre. Hoje de manhã um jornalista foi humilhado várias vezes pelo presidente, com gritos e grosserias. A imprensa é livre. Se não quer responder, não responda. Mas tenha um mínimo de educação com os profissionais, que estão trabalhando", disse.

Política