PUBLICIDADE
Topo

Política

Esse conteúdo é antigo

Lula: Bolsonaro não está qualificado como ser humano para presidir um país

Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto - Reuters
Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo

06/05/2020 20h07

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pelo tratamento com a quarentena do coronavírus no Brasil. Para o petista, o chefe do Executivo acredita que o "Brasil está imune" e que ele "não está qualificado como ser humano para presidir um país".

"Elegemos uma pessoa que tem desprezo pelas relações humanas. O Bolsonaro não tem condições de gerir a pandemia porque ele não acredita nela. Ele acha que o Brasil está imune, enquanto o país pode se tornar o epicentro do coronavírus. Hoje já são mais 614 mortos", disse Lula no Twitter.

"Eu estou nessa do 'Fora Bolsonaro'. Ele não está qualificado como ser humano para presidir um país", opinou ainda o petista.

Para o ex-presidente, o país fica discutindo "asneiras que Bolsonaro inventa" e afirmou, novamente, que Moro mentiu em depoimento para a Polícia Federal. "Ficou horas trancado na Polícia Federal mentindo, porque ele sabe que se falar a verdade ele vai se incriminar."

Lula também declarou que "vamos ter que radicalizar um pouco mais para fazer a democracia funcionar". Mesmo sem entrar em detalhes, o ex-presidente garantiu que não está ficando mais radical, mas, sim, "mais consciente".

Ontem, Lula teve como alvo de suas críticas o ministro Nelson Teich. No Twitter, o petista afirmou que o médico parece "nunca ter entrado em uma UBS [Unidade Básica de Saúde]" e que espera "não precisar nunca tomar uma injeção com ele". O oncologista rebateu.

"Como o senhor deve saber, Lula, um dos pontos mais graves da covid-19 é a propagação da desinformação", rebateu o oncologista na rede social. "Iniciei minha carreira há 39 anos no SUS. Meu foco sempre foi a vida e a recuperação dos pacientes. Na covid-19, estou ao lado dos brasileiros."

Política