PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Ministério faz concurso de máscaras e prêmio é tarde com Damares e Michelle

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves - Reprodução
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

20/05/2020 07h40Atualizada em 20/05/2020 09h30

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançou edital para um concurso que premiará as melhores máscaras feitas por crianças. Os quatro vencedores poderão passar uma tarde em Brasília com a ministra Damares Alves, responsável pela pasta, e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo o ministério, o concurso tem como objetivo ajudar as famílias no incentivo ao uso da máscara de proteção por crianças para conter a disseminação do novo coronavírus.

Damares gravou um vídeo que foi divulgado nas redes sociais para dar visibilidade ao edital intitulado "Pequenos heróis contra o vilão coronavírus". Nele, ela se apresenta como "ministra das crianças".

A ministra mostra máscaras que ela usa como da "boca alegre", "mulher aranha", "mulher maravilha" e "mulher cobra".

"Não vale adulto fazer pela criança, a criança que precisa fazer e provar tirando foto", explica.

Segundo Damares, as 30 melhores máscaras vão ganhar um presente "lindo", sem especificar o que seria, e as quatro "mais bonitas, mais engraçadas" vão passar uma tarde na capital federal com ela e Michelle, acompanhadas por seus responsáveis.

De acordo com edital, o encontro acontecerá em data a ser agendada "tão logo os encontros presenciais sejam permitidos pelas autoridades sanitárias".

O concurso

As inscrições para o concurso ocorrerão por categorias, segundo faixas etárias: a primeira para crianças de até 6 anos de idade e a segunda para aqueles de 6 a 12 anos incompletos.

As inscrições só podem ser feitas pela internet no período de 18 a 29 de maio e devem conter, no máximo três imagens, apresentando momentos da confecção da máscara e o produto finalizado e sendo usado pela criança. O material deverá ser enviado para o e-mail: campanhasndca@mdh.gov.br.

O regulamento prevê apenas uma inscrição por CPF, de titularidade de um dos pais ou responsável legal pela criança.

Segundo o edital, a avaliação e julgamento privilegiará os seguintes critérios: inovação, criatividade, praticidade na confecção e design. Também será considerada a função protetora da máscara.

As máscaras "serão avaliadas por equipe multiprofissional e voluntária, formada por servidores da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, da Secretaria Nacional da Família e da Assessoria de Comunicação do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, como integrantes da comissão julgadora".

Os acessórios vencedores serão apresentados no dia 10 de junho, por meio de divulgação nas redes sociais do ministério.

Coronavírus