PUBLICIDADE
Topo

Vídeo de reunião ministerial 'reelege' Bolsonaro, diz Janaina Paschoal

Do UOL, em São Paulo

22/05/2020 18h24

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), que recentemente teceu críticas a Jair Bolsonaro, deu a entender que a divulgação do vídeo da reunião ministerial pode ser positiva para o atual governo. Ainda, ela observou que não viu crime algum nas imagens que foram a público.

"Eu não sei se eu estou vendo a fita que vinha sendo anunciada. Realmente não sei. A fita que eu estou vendo reelege o presidente", escreveu a deputada no Twitter.

O vídeo é apontado como prova por Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública, para a acusação de que Bolsonaro teria tentado interferir no comando da Polícia Federal para benefício próprio.

No Twitter, Janaína acrescentou que Moro não mentiu a respeito das acusações feitas, mas que o presidente não teria cometido crime: "Mas crime, no vídeo, não há. E o próprio Ministro Moro disse que não havia imputado nenhum crime ao Presidente, ele só queria demonstrar que falou a verdade. Um conflito pode se revelar real, sem ser criminoso".

Após deliberação, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu pela quebra de sigilo do vídeo da reunião entre o presidente e seus aliados de governo.

Antes de opinar que o vídeo fortalece Bolsonaro junto a seus apoiadores, Janaina Paschoal já havia feito outra publicação a respeito da reunião.

"A dúvida que não quer calar: o que, afinal, o Presidente quis dizer com a seguinte sentença 'o que os caras querem é a nossa hemorroida'?", questionou.

Veja os vídeos da reunião ministerial:

Política