PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro se valeu de seu poder para tentar sequestrar a PF, diz Cardozo

Do UOL, em São Paulo

04/06/2020 11h26

O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou hoje durante o UOL Debate que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tentou sequestrar a Polícia Federal (PF).

"O presidente tem praticado atos não apenas desatinados, não apenas dito as asnices que são habituais porque não é crime de responsabilidade proferir asnices e propor situações descompassadas com a lógica e com a razoabilidade", disse Cardozo, que participou da conversa, conduzida pela colunista do UOL Thais Oyama, ao lado do também ex-ministro da Justiça Miguel Reale Jr.

"Agora, o que nós temos assistido é uma ofensa institucional, uma tentativa de capturar a Polícia Federal, fazendo com que se transformasse num órgão que, ao invés de atuar impessoalmente, atuasse protegendo familiares e amigos do presidente nas investigações, tentando obter informações sigilosas que ele não pode ter", completou.

Cardozo, que também agvogado-Geral da União no governo de Dilma Rousseff, responsável pela defesa da presidente durante o processo de impeachment, disse que Bolsonaro possui uma "postura autoritária" que ele usa para criar crises institucionais com outros poderes.

"O presidente não pode atentar contra a liberdade de atuação dos outros Poderes", enfatizou Cardozo.

Ele também defendeu o impeachment de Jair Bolsonaro que, segundo ele, "comete crime de responsabilidade quando viola o estado democrático de direito ou quando propõe sua violação".

Política