PUBLICIDADE
Topo

Leite defende história de Serra, mas pede que senador se explique ao PSDB

Governador do Rio Grande Sul e também tucano, Leite espera um esclarecimento dentro do partido - Reprodução
Governador do Rio Grande Sul e também tucano, Leite espera um esclarecimento dentro do partido Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

03/07/2020 11h04Atualizada em 03/07/2020 13h30

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), foi cauteloso ao comentar sobre a investigação contra o senador José Serra (PSDB), revelada hoje com uma operação da Lava Jato que denunciou Serra e sua filha, Verônica Allende Serra, por suspeita de lavagem de dinheiro. Ele defendeu a história do colega tucano e disse que Serra deve se explicar à Justiça e ao partido.

"O senador José Serra tem uma história importante e bonita na política brasileira", disse Leite em entrevista à CNN Brasil sobre o companheiro tucano. "Nem por isso deve deixar de trazer os esclarecimentos e sofrer as investigações que se julguem necessárias. Temos um sistema institucional no Brasil no qual eu confio bastante", completou o governador gaúcho.

As acusações contra Serra se referem ao período em que ele foi governador de São Paulo. Segundo o MPF (Ministério Público Federal), entre 2006 e 2007, o senador recebeu pagamentos indevidos da Odebrecht em troca de benefícios à empreiteira na obra de construção do Rodoanel Sul.

"O senador vai ter que dar suas explicações tanto à Justiça e, na minha opinião, ao partido também, para que sejam esclarecidas as circunstâncias", afirmou Leite, dizendo que apenas sabia o que viu na imprensa sobre a investigação.

"Ninguém está imune a investigação e a toda apuração na política. Sempre disse que o país precisa de sobriedade institucional, para os adversários e para os nossos", comentou o governador.

Política