PUBLICIDADE
Topo

Governo Bolsonaro: Mulher de Moro diz estar escrevendo sobre saída do juiz

Rosangela Moro e Sergio Moro - Foto: - Pedro Ladeira- 14.fev.20/Folhapress
Rosangela Moro e Sergio Moro Imagem: Foto: - Pedro Ladeira- 14.fev.20/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

06/07/2020 08h44

Rosangela Wolff Moro, mulher do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, tem usado a quarentena para adiantar o livro que escreve sobre o período em que o marido esteve à frente da pasta. Assim, em entrevista ao Estado de S. Paulo, a advogada justificou não se aprofundar em avaliações sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"Estou escrevendo (um livro) e eu não quero dar entrevista, falar sobre isso e por esse motivo resolvi escrever. Então estou escrevendo, trabalhando para dar minha percepção sobre esse período. Até pelo contrato com a editora (Planeta) eu não posso contar. Até me desculpo... E não temos data ainda (do lançamento)", contou Rosangela.

Ainda sobre a saída de Moro do governo, em abril, a advogada disse não ter sentido impactos em sua vida profissional.

"Minha vida profissional guarda muito pouca relação com a dele. A única coisa em comum é que os dois têm a formação em Direito. Enquanto juiz, nos últimos anos, ele estava na área criminal, eu não advogo no crime", disse.

Apesar disso, Rosangela também afirmou que agora se sente mais à vontade para externar sua opinião.

"Eu penso, né? Eu vejo o quanto as pessoas lutam por saúde mesmo, com essa experiência (doenças raras). Então eu fico arrasada vendo esses números. Eu não consigo ver com naturalidade isso, sabe? Tô bem assustada", considerou.

Além do livro sobre o período de Sergio Moro à frente do Ministério da Justiça, Rosangela Wolff Moro também prepara a estreia de um projeto do recém-lançado Instituto Rosangela Moro e na divulgação de seu livro, "Doenças raras e políticas públicas: entender, acolher e atender".

Política