PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Marcos Pontes anuncia estar com coronavírus e é o quinto ministro infectado

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, em Brasília

30/07/2020 09h04Atualizada em 30/07/2020 13h36

O chefe da pasta da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, anunciou hoje que está com coronavírus. O teste apresentou resultado positivo depois que ele apresentou sintomas gripo, na terça-feira (19). De acordo com o ministro, ele continuará trabalhando, porém em isolamento social.

"Fiz o exame de covid-19 ontem (terça), estava com uma sensação de gripe, agora veio o resultado e deu positivo. Vou permanecer trabalhando em isolamento e continuar despachando isolado. Vou tratar e tudo vai dar certo", disse ele durante uma live que discutia a base de Alcântara, no Maranhão.

Em postagem no Twitter, o ministro confirmou que cumprirá a agenda de forma remota e obedecerá o período de reclusão, como indicado pelas autoridades de saúde.

Estou bem, só um pouco de sintoma de gripe e de dor de cabeça
Marcos Pontes, ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação

Também hoje, a primeira-dama Michelle Bolsonaro revelou que está com coronavírus. O teste realizado por ela apresentou resultado positivo menos de uma semana depois de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciar que estava curado da doença.

"Michelle Bolsonaro testou positivo para covid-19 nesta quinta-feira, 30. Ela apresenta bom estado de saúde e seguirá todos os protocolos estabelecidos. A primeira-dama está sendo acompanhada pela equipe médica da Presidência da República", informou a Secom, em nota.

Este não é o primeiro teste realizado por Michelle. Em 11 de julho, ela havia feito o exame, e o resultado foi negativo. As duas filhas (Laura e Letícia) também estavam livres da doença, na ocasião.

5º ministro

Marcos Pontes é o quinto ministro do governo Bolsonaro a receber o diagnóstico de covid-19 desde que a pandemia chegou ao Brasil.

Em março, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o titular do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, tiveram diagnósticos positivos e se recuperaram da doença. No início da semana passada, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, também informou que testou positivo para covid-19.

Já o ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou há dez dias que estava infectado. Ele chegou a ficar internado por dois dias antes de receber alta na última segunda-feira (27).

O próprio presidente também foi infectado, mas anunciou no último sábado estar recuperado. Nas redes sociais, Bolsonaro disse que o quarto teste para Covid-19 deu negativo.

O Brasil tem 2.556.207 casos oficiais de coronavírus, segundo levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte, divulgado às 8h de hoje. O número de mortos no país é de 90.212.

Veículos se unem em prol da informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro (sem partido) de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa e assim buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Coronavírus