PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Após diagnóstico de covid-19, Michelle Bolsonaro apresenta teste negativo

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro - ADRIANO MACHADO
A primeira-dama, Michelle Bolsonaro Imagem: ADRIANO MACHADO

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília

16/08/2020 10h52

Após ser diagnosticada com a covid-19, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, apresentou hoje (16) novo exame com resultado negativo para a detecção do coronavírus. A imagem foi publicada em uma rede social.

"Exame negativo. Obrigada pelas orações e por todas as manifestações de carinho", escreveu.

Segundo a Presidência da República, ela havia testado positivo para a covid-19 em 30 de julho. O teste que havia detectado o coronavírus foi realizado menos de uma semana depois de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciar que estava curado da doença.

Na época, a Presidência disse que Michelle apresentava "bom estado de saúde", seguiria com todos os protocolos estabelecidos e era acompanhada pela equipe médica da Presidência da República.

Resultado de exame negativo divulgado por Michelle Bolsonaro neste domingo (16) - Michelle Bolsonaro/Reprodução - Michelle Bolsonaro/Reprodução
Resultado de exame negativo divulgado por Michelle Bolsonaro neste domingo (16)
Imagem: Michelle Bolsonaro/Reprodução

Avó de Michelle morreu em decorrência da covid-19

A avó de Michelle, Maria Aparecida Firmo Ferreira, morreu aos 80 anos na madrugada de quarta-feira passada (12) em decorrência de complicações da covid-19. Ela estava internada no Hospital Regional de Santa Maria, no Distrito Federal, desde 1º de julho.

O UOL apurou que Maria Aparecida teve insuficiência respiratória aguda hipoxêmica causada por um quadro de pneumonia viral por covid-19.

Segundo informações oficiais, Maria Aparecida deu entrada no hospital em 1º de julho, foi transferida para um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e intubada dois dias depois. Em 20 de julho, ela começou a usar máscara nebulizante e no dia 30 voltou para intubação.

De acordo com nota da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Michelle recebeu a notícia com pesar.

"Ela sente e afirma que é um momento de tristeza e dor para toda a família. A senhora Michelle Bolsonaro lamenta que alguns parentes tratem certos momentos tão pessoais com oportunismo em desrespeito ao sofrimento de todos. A primeira-dama permanece recolhida em casa em tratamento contra o novo coronavírus e espera que o momento de luto seja respeitado, acima de quaisquer questões pessoais e familiares", diz a nota.

Coronavírus no alto escalão do governo

No alto escalão do governo, ao menos oito ministros tiveram testes com resultado positivo para doença. O coronavírus começou a se espalhar pelo Palácio do Planalto após viagem oficial do presidente Jair Bolsonaro e comitiva aos Estados Unidos, em março deste ano.

O primeiro diagnosticado foi o então chefe da Secretaria de Comunicação Social, Fábio Wajngarten. Atualmente, ele é secretário-executivo do Ministério das Comunicações. Jair Bolsonaro anunciou que estava infectado com o coronavírus em 7 de julho.

Ontem, a mãe de Jair Renan Bolsonaro, o quarto filho de Jair Bolsonaro, anunciou que ele foi infectado pelo coronavírus. A segunda ex-mulher do presidente, Ana Cristina Siqueira Valle, publicou a informação em sua conta no Instagram.

Coronavírus