PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
10 meses

'Não estou incomodado', diz Mourão após ficar fora de reunião ministerial

Mourão (à esquerda) disse que não foi convidado por Bolsonaro para reunião ministerial de hoje - Marcos Corrêa/Presidência da República
Mourão (à esquerda) disse que não foi convidado por Bolsonaro para reunião ministerial de hoje Imagem: Marcos Corrêa/Presidência da República

Do UOL, em São Paulo

09/02/2021 15h23

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) disse hoje não ter se incomodado por ficar fora da segunda reunião ministerial do ano. Pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu com ministros no Palácio do Planalto e não convocou Mourão para o encontro.

"Não fui convidado, não fui chamado. Então acredito que o presidente julgou que era desnecessária a minha presença. Não estou incomodado, não", afirmou o general ao ser questionado pela imprensa em Brasília.

Em 6 de janeiro, Mourão já havia ficado fora da primeira reunião ministerial de 2021 porque se recuperava da covid-19. Desta vez, porém, a princípio não havia impedimentos para a presença do vice.

A agenda oficial de Bolsonaro indicava a reunião para o período entre as 8h e 10h de hoje. Já Mourão não teve sua agenda do dia publicada pelo Planalto.

Apesar de a relação entre Bolsonaro e Mourão parecer estremecida desde o começo do ano, ontem o presidente da República negou que haja um atrito entre os dois.

"Está tudo bem", afirmou Bolsonaro em entrevista à TV Bandeirantes. "Teve um evento aqui embaixo, trocamos sorrisos. E está tudo bem, está tudo bem com Mourão aí. Afinal de contas, o vice é igual sogra. É para a vida toda", completou o presidente.

Há cerca de duas semanas, Mourão causou desconforto no governo ao indicar que alguns ministros poderiam ser trocados após a definição das eleições no Congresso Nacional. Entre eles, citou o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que vem sendo prestigiado por Bolsonaro e até participou de uma live ao lado do presidente.

No Congresso, Bolsonaro viu a vitória dos dois candidatos que apoiava à presidência de cada Casa. Na Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) saiu vitorioso, enquanto Rodrigo Pacheco (DEM-MG) se tornou o novo presidente do Senado.

Política