PUBLICIDADE
Topo

Política

Crítico do STF, Eduardo Bolsonaro muda discurso: 'quero sair livre daqui'

                                  Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)                              -                                 LULA MARQUES/;FOTOS PúBLICAS
Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) Imagem: LULA MARQUES/;FOTOS PúBLICAS

Do UOL, em São Paulo

22/02/2021 22h04Atualizada em 22/02/2021 22h22

Crítico do STF (Supremo Tribunal Federal), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) mostrou uma mudança de postura na noite de hoje, alegando que precisa medir palavras em relação à Corte para ficar "livre". A fala ocorreu enquanto o filho "zero dois" do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e os apresentadores do canal FlowPodcast, no YouTube, discutiam sobre casos de corrupção no governo federal.

"Dois anos e meio, quase, sem escândalos de corrupção...", disse Eduardo.

"Nenhum grande escândalo de corrupção, porque tem algumas 'paradas' que cheiram muito mal aí. Para um bom entendedor, às vezes meia palavra basta, né?", interrompeu Monark, um dos apresentadores da atração.

"Eu estou aguardando alguém aqui do governo ser preso. Pode acontecer? Pode acontecer. (Pausa) Preciso medir as palavras, porque você tocou no STF. Eu quero sair daqui livre (risos)", afirmou, em seguida.

A mudança de comportamento de Eduardo, com falas públicas mais contidas, ocorre quase uma semana depois do deputado federal Daniel Silveira ser preso por publicar vídeo com ataques a ministros do STF e ao Estado Democrático de Direito.

"Eu não entendi qual foi a dele [de Daniel Silveira]. Ele começou a xingar os caras [do STF]. O conteúdo do vídeo era muito baixo nível. Moraes pediu para retirar o vídeo e isso era até compreensível. Mas não entendi qual foi a dele, porque a gente estava com um momento muito bom a favor do governo."

Em 2018, vídeo replicado nas redes sociais e no WhastApp mostrou Eduardo Bolsonaro dizendo que para fechar o STF bastaria um soldado e um cabo, conforme registrou o jornal "Folha de S.Paulo". Na época, seu pai era postulante à presidência da República.

"Se quiser fechar o STF você não manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo, sem querer desmerecer o soldado e o cabo", afirmou, ele na ocasião.

O vídeo foi gravado no dia 9 de julho, em um cursinho de Cascavel, no Paraná. Eduardo Bolsonaro deu uma palestra para concurseiros que desejam ingressar na Polícia Federal. O vídeo da palestra foi dividido no canal do cursinho e teve mais de 100 mil visualizações.

Política