PUBLICIDADE
Topo

Política

Conselho de Ética no Senado é uma ficção, diz Alessandro Vieira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/04/2021 14h42

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) chamou hoje o Conselho de Ética do Senado Federal de "ficção" em entrevista ao UOL, conduzida pela colunista Juliana Dal Piva.

O parlamentar comentou os processos que correm no colegiado, entre eles o que envolve um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), no caso das "rachadinhas".

"O Conselho de Ética é uma ficção no Senado. Pelo menos nestes dois anos em que estou no Senado não serviu para nada. Foi instalada pelo [ex-presidente do Senado] David Alcolumbre [DEM-AP] como mecanismo para pressionar adversários internos, mas nem isso fez, não avançou", criticou o senador.

Vieira também disse que, caso as acusações contra Flávio sejam referentes a crimes supostamente cometidos durante seu mandato como deputado estadual, o caso do filho do presidente não cabe ao Conselho de Ética da Casa.

"No caso específico do Flávio Bolsonaro, me parece que os fatos que são colocados na denúncia contra ele são fatos anteriores ao mandato, e nesse sentido não cabe, na minha visão, o Conselho de Ética atuar", diz.

"Mas, se ele praticou, durante o mandato, algum tipo de fato que tenha conexão com essa história de rachadinha, lavagem de dinheiro, aí sim o conselho poderia ser acionado. Mas eu sinceramente não boto fé que isso vá andar, porque a casa tem uma tradição de acobertamento recíproco, o que é muito ruim", afirmou.

Siga o UOL no

Política