PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Toffoli e Moraes dizem que STF age porque 'política não resolve problemas'

Presidente do STF, Dias Toffoli, em Brasília -
Presidente do STF, Dias Toffoli, em Brasília

Do UOL, em São Paulo

09/04/2021 22h56

Os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Dias Toffoli e Alexandre de Moraes justificaram decisões recentes do Supremo, consideradas por alguns como interferência na política. Eles lamentaram a necessidade das ações, mas segundo os magistrados, o STF age porque 'política não resolve problemas'.

"O que mais me preocupa é isso de a política não resolver os problemas. É muito ruim isso vir ao judiciário", disse Toffoli. "O local que essas questões deveriam estar sendo solucionadas e resolvidas é no âmbito da política, com o legislativo e o executivo", completou.

Alexandre de Moraes fez uma fala no mesmo sentido, afirmando que há um vácuo de liderança na política no contexto da pandemia de covid-19. "A verdade é que houve um vácuo de liderança, não houve um plano nacional, o que tivemos depois de planos nacionais de saúde, nós devemos muito a atuação certeiro do [ministro Ricardo] Lewandowski", disse.

Toffoli e Moraes participaram hoje de um evento virtual organizado pelo portal Conjur.

Ontem, o ministro Luís Roberto Barroso determinou que o Senado Federal instale uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar a atuação do governo federal no combate à pandemia. A decisão do ministro foi alvo de críticas por supostamente interferir em atribuições do Congresso.

No mesmo dia, o plenário do STF também fez uma decisão relacionada a um tema político. Por 9 votos a 2, os ministros determinaram que estados e municípios podem restringir cultos religiosos para manter o distanciamento social e evitar a transmissão do coronavírus.

Política