PUBLICIDADE
Topo

Política

Esse conteúdo é antigo

Boulos compara Guedes a Weintraub, que rebate: 'playboy e mimado'

Abraham Weintraub - Walterson Rosa/Ministério da Educação
Abraham Weintraub Imagem: Walterson Rosa/Ministério da Educação

Do UOL, em São Paulo

30/04/2021 20h03

O ex-candidato à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), publicou mensagem na qual compara declaração polêmica feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, a posicionamentos de ex-ministros, como Abraham Weintraub e Ernesto Araújo.

Para ilustrar a crise na educação, Guedes disse durante reunião do Consu (Conselho de Saúde Suplementar), na última terça-feira (27), que as universidades estão em estado "caótico", segundo o jornal "O Estado de S. Paulo".

"Paulo Freire. Ensinando sexo para criança de 5 anos. Todo mundo... maconha, bebida, droga. Dentro da universidade. Estado caótico. Eu prevejo o mesmo fenômeno para a saúde."

Nas redes sociais, Boulos afirmou em cima da declaração: "Aos que acharam que Guedes não era da mesma laia de Weintraub e Ernesto Araújo...", escreveu ele.

A mensagem provocou a ira de Weintraub, que não só respondeu a Boulos como passou a ofendê-lo publicamente. "Vai falar assim com tua turma. Playboy mimado, burguês, riquinho. Filhinho do 'papi Boulos'. Com essa cara de mimado, você não podia sair na rua! Beiçuda ridícula"', disse o ex-ministro de Bolsonaro, em seu perfil.

Weintraub deixou o Ministério da Educação em junho do ano passado, mas sem querer discutir os motivos que levaram a sua saída, na época.

Agora, Weintraub é acusado de improbidade administrativa por declarações "falsas" sobre as universidades públicas —na ação, o MPF relembra quando o ex-ministro disse que algumas instituições possuíam plantações extensivas de maconha.

Política