PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Com ressalvas, deputado diz não ver problema em Lula participar de protesto

Do UOL, em São Paulo

17/06/2021 13h14Atualizada em 17/06/2021 14h43

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) disse, em entrevista para o Canal UOL, que não vê problemas em uma participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em atos agendados para o próximo sábado (19), mas pontuou ressalvas.

"Me preocupa o tema da segurança. E dois: acho importante, hoje, garantir que não tenha aglomeração [no protesto]", disse Paulo Teixeira, que também é secretário-geral do partido de esquerda, ao UOL News.

Se a gente garantir uma manifestação que não tenha aglomeração, que tenha distanciamento, eu não vejo problema do Lula estar presente Paulo Teixeira (SP), deputado federal e secretário-geral do PT

Sobre a questão da segurança, Teixeira mostrou preocupação com a possibilidade de que ocorra algum atentado contra a vida e a integridade de Lula. "Temos vivido um processo de violência no Brasil", acrescentou.

Segundo matéria da Folha de S.Paulo, Lula está avaliando a possibilidade de comparecer ao ato contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no próximo sábado e está ouvindo tanto conselheiros contrários quanto a favor da presença dele próprio.

Nos bastidores, há o temor de que a participação de Lula no ato inflame a base bolsonarista em uma tentativa de tachar os protestos contra Bolsonaro como uma manifestação unicamente pró-PT e pró-Lula, prejudicando o petista em 2022.

Nas redes sociais, Lula afirmou que ainda não sabe se comparecerá ao ato agendado para o próximo fim de semana pois não deseja "transformar um ato político em um ato eleitoral". "Não quero os meios de comunicação explorando isso", acrescentou, mais cedo, em post.

Opinião

Comentarista do UOL News, Joel Pinheiro, na sequência da entrevista com Paulo Teixeira, defendeu que os protestos contra Bolsonaro sejam amplos. "Minha esperança é que esse protesto não seja de campanha pró-PT ou pró-Lula", pontuou.

Já Leonardo Sakamoto, colunista do UOL, disse que, se Lula o perguntasse se deveria ir aos protestos, responderia que não a petista. "O clima está bem polarizado e ele pode sofrer um atentado", argumentou.

Ainda sim, Sakamoto defendeu a realização das manifestações em todo o Brasil contra Bolsonaro, já que o presidente "está nadando de braçada" no quesito de presença nas ruas.

"As manifestações trazem um risco sanitário claro, mas acho que, nas atuais situações, ela são justificáveis. E as pessoas calculam esse risco (de contrair a covid-19)", afirmou o colunista.

Política