PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Marcos do Val discute com Luís Miranda e o empurra durante intervalo da CPI

Do UOL, em São Paulo

25/06/2021 20h06Atualizada em 25/06/2021 21h27

Durante o intervalo da sessão de hoje da CPI da Covid, o senador Marcos do Val (Podemos-ES) e o deputado Luís Miranda (DEM-DF) discutiram. Pelo vídeo, é possível ver que Do Val chegou a empurrar Miranda, que presta depoimento sobre a negociação suspeita que envolve a importação da vacina Covaxin pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Os dois parlamentares foram separados pelos senadores Humberto Costa (PT-PE) e Eliziane Gama (Cidadania-MA). A cena foi gravada e as imagens circulam pelas redes sociais.

Quando a sessão voltou, o senador governista Do Val acusou Luis Miranda de ameaça: "O deputado federal chegou e fez uma ameaça à minha pessoa".

Miranda rebateu: "Ah, prova..."

O senador acrescentou: "Ele me desrespeitou como pessoa e como senador da República. E eu disse: 'você está na casa do Senado'".

Após a fala de Do Val no microfone, o presidente da CPI Omar Aziz (PSD-AM) o interrompeu para que o assunto não continuasse, e a sessão prosseguiu.

Segundo o site oficial do Senado Federal, Marcos do Val é militar da reserva, instrutor, consultor e palestrante na área de segurança pública. Tem uma empresa de consultoria e treinamento de policiais com atuação no Brasil e no exterior. Trabalhou como instrutor da polícia em Dallas, Texas (EUA), nas unidades do grupo de elite da polícia Special Weapons And Tactics (Swat).

Do Val foi um dos senadores da base governista que tentaram obstruir o depoimento dos irmãos Miranda. Depois de um debate mais acalorado, no início da sessão, o deputado Luis Miranda chegou a ameaçar uma debandada da CPI e se disse indignado pelas insinuações de que ele o irmão estariam, sob juramento, mentindo à comissão.

Durante o depoimento de hoje, Luis Miranda relatou supostas reações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após tomar conhecimento das suspeitas de que existiria pressão dentro do ministério para acelerar a importação da Covaxin.

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) relatou hoje, em depoimento à CPI da Covid, as supostas reações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após tomar conhecimento das suspeitas de que existiria pressão dentro do Ministério da Saúde para acelerar a importação da vacina indiana Covaxin, contra a covid-19.

Política