PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Leite sobre mensagens após declarar ser gay: 'Amor vai vencer o ódio'

Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), declarou ser gay em entrevista ao programa Conversa com Bial - Itamar Aguiar/Palácio Piratini
Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), declarou ser gay em entrevista ao programa Conversa com Bial Imagem: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

Do UOL, em São Paulo

02/07/2021 08h03Atualizada em 02/07/2021 08h52

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), agradeceu pelas mensagens de apoio que está recebendo nas redes sociais após declarar ser homossexual, em entrevista ao Conversa com Bial. No programa, ele disse estar "aliviado" e contou que namora, há nove meses, um médico do Espírito Santo.

"As inúmeras mensagens de carinho e apoio que estou recebendo me deixam absolutamente seguro: o amor vai vencer o ódio", escreveu Leite.

Durante a entrevista, Leite afirmou não saber as repercussões e reações, mas que estaria "muito tranquilo" com a própria consciência. "Estarei me apresentando na integridade para a população brasileira."

Ele também comentou que "há alguma coragem" em se declarar gay, mas "coragem tem mesmo quem vai para um hospital de campanha, para trabalhar na linha de frente da pandemia. Tem tantos outros exemplos de coragem que a minha fica pequenininha".

Eduardo Leite ainda confirmou ser um dos nomes que disputam a pré-candidatura do PSDB à eleição presidencial de 2022. Um dos seus adversários dentro do partido é o governador de São Paulo, João Doria.

Política