PUBLICIDADE
Topo

Política

Kennedy: Bolsonaro confessa o fracasso da tentativa de golpe no 7/9

Colaboração para o UOL

09/09/2021 18h34

Em participação ao UOL News da noite de hoje, o colunista Kennedy Alencar repercutiu a nota divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em que diz que suas declarações golpistas ditas a apoiadores nas manifestações de 7 de Setembro decorreram do "calor do momento". Na avaliação de Kennedy, Bolsonaro está confessando o fracasso da tentativa de golpe.

"O presidente não fez declarações no calor do momento. O que ele falou em 7 de Setembro, ele já vinha dizendo antes. Ele ameaçou o Supremo diversas vezes, veio numa escalada e não deu certo. Ele achou que ia reunir mais gente em Brasília e em São Paulo, achou que teria mais apoio na sociedade, nas Forças Armadas, na política, e não teve", disse o colunista.

Kennedy também acredita que a carta aberta também é uma preocupação do presidente em fugir da polícia. "Porque o ministro Alexandre de Moraes conduz inquéritos que tramitam no âmbito do STF e que podem, no futuro, responsabilizar o presidente penalmente. E os familiares do presidente podem sofrer medidas judiciais."

O colunista lembrou que Carlos Bolsonaro, um dos filhos do chefe do Executivo, é suspeito de articular uma máquina de fake news e de difamar os adversários políticos.

"Então tem também uma preocupação do presidente Jair Bolsonaro ao se socorrer de Michel Temer, que é o moderado, e procurar alguma forma de interlocução com o ministro Alexandre de Moraes para preservar o filho e a si próprio de eventuais medidas no futuro."

Dois dias depois de um discurso golpista no feriado da Indepêndencia, o presidente Bolsonaro divulgou na tarde de hoje uma carta aberta na qual declara respeito às instituições brasileiras e diz que "suas palavras decorrem do calor do momento".

Intitulada "Declaração à Nação", a nota oficial do governo Bolsonaro foi divulgada momentos após uma reunião com ex-presidente Michel Temer, em Brasília.

Política