PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Prévias do PSDB: Doria diz que não participará do primeiro debate

João Doria (PSDB-SP) e Eduardo Leite (PSDB-RS), então candidatos em 2018, e hoje pré-candidatos à Presidência pelo partido - Pedro Ladeira/Folhapress
João Doria (PSDB-SP) e Eduardo Leite (PSDB-RS), então candidatos em 2018, e hoje pré-candidatos à Presidência pelo partido Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Weudson Ribeiro

Colaboração para o UOL, em Brasília

15/10/2021 20h51

O governador de São Paulo, João Doria, afirmou hoje que não participará do primeiro debate das prévias que escolherão o candidato do PSDB à Presidência da República. O evento deverá ser realizado na próxima terça-feira (19) pelos jornais O Globo e Valor Econômico. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-senador Arthur Virgílio estão confirmados no debate, informaram os organizadores.

"As regras que definiriam o debate do Grupo Globo não foram discutidas previamente entre as equipes dos candidatos, conforme acordado anteriormente com o partido. O formato não permitiu o entendimento entre todos", disse o governador de São Paulo.

O Globo informou que, até o momento, apenas Doria recusou a participação. "O debate está mantido e será realizado com a presença de Eduardo Leite e Arthur Virgílio", afirmou a publicação.

Em nota, O Globo e Valor dizem que a única divergência apresentada durante a reunião de ontem foi em relação à duração do evento. "As campanhas de Doria e Virgílio preferiam que ele tivesse uma hora e meia, enquanto Leite e a direção nacional do PSDB apoiavam a proposta original, de cerca de duas horas de duração. O Globo e Valor se dispuseram a analisar qualquer pedido de alteração nas regras, desde que fosse pleiteado de forma consensual pelos tucanos. Doria informou que não irá ao debate mas, na nota, não explica de qual regra estabelecida ele discorda", dizem as empresas de comunicação.

Esse será o primeiro debate de três, que devem ser realizados até a votação, em 21 de novembro. A equipe de Doria afirma ter sido contrariada pelo fato de as regras serem as mesmas usadas em debates eleitorais. O argumento é que, em um debate eleitoral, os candidatos de diferentes partidos podem trocar ataques. A expectativa é que fossem regras que preservassem os pré-candidatos. "Faltou ao próprio PSDB o cuidado em dialogar previamente com todos os candidatos sobre as regras desse debate", disse a equipe de Doria, em comunicado.

Em nota, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, disse lamentar, mas respeitar a decisão de João Doria: "O Globo cumpre seu compromisso de promover o debate de ideias que contribui com o processo democrático brasileiro. As prévias promovidas pelo PSDB são o maior evento da nossa história democrática na escolha de um pré-candidato a presidente. Lamento, mas respeito a decisão do governador João Doria. Na terça, 19, termos a oportunidade de conhecer melhor o que pensa dois dos nosso pré-candidatos à Presidência da República".

Leia a íntegra da nota emitida hoje pela equipe do governador, pré-candidato nas prévias presidenciais do PSDB:

"O governador de São Paulo João Doria não participará do debate do Grupo Globo das prévias do PSDB. Doria sempre defendeu, participou e apoiou debates. No entanto, as regras que definiriam o debate do Grupo Globo não foram discutidas previamente entre as equipes dos candidatos, conforme acordado anteriormente com o partido. O formato não permitiu o entendimento entre todos.

O que seria razoável e necessário, especialmente em se tratando de prévias entre candidatos do mesmo partido. Não há inimigos. Esclarecemos que o Grupo Globo não tem qualquer responsabilidade na imposição de regras. Mas faltou ao próprio PSDB o cuidado em dialogar previamente com todos os candidatos sobre as regras desse debate.

Os debates devem valorizar a oportunidade de cada candidato oferecer sua visão para o Brasil em temas como educação, saúde, emprego, meio ambiente, proteção social, crescimento econômico e outros campos da gestão pública. Doria, que sempre participou de debates em disputas eleitorais, reafirma a importância desses encontros na construção da democracia. E se compromete a participar de debates durante as prévias, desde que as regras sejam definidas conjuntamente e não unilateralmente."

Política