PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Líder nas pesquisas em SP, Alckmin volta a tuitar após mais de 2 anos

De saída do PSDB, Geraldo Alckmin deve concorrer ao governo de São Paulo por outro partido - Sergio Dutti/Governo de São Paulo
De saída do PSDB, Geraldo Alckmin deve concorrer ao governo de São Paulo por outro partido Imagem: Sergio Dutti/Governo de São Paulo

Do UOL, em São Paulo

16/10/2021 14h06

Perto de deixar o PSDB, Geraldo Alckmin voltou a tuitar na manhã de hoje após mais de dois anos sem se manifestar na rede social. O ex-governador de São Paulo, que aparece na frente das pesquisas eleitorais para a disputa do cargo em 2022, registrou uma visita à Santa Casa de Santos e brincou com o tempo afastado do Twitter.

"Amigos, voltei! O Geraldo tá ON!", escreveu antes de detalhar a visita ao local. Seu tuíte anterior era de 13 de março de 2019.

A volta ao Twitter ocorre em um momento de intensa movimentação nos bastidores que devem culminar com o lançamento de sua candidatura ao governo de São Paulo.

Alckmin ainda não definiu por qual partido vai concorrer ao seu quinto mandato, mas tem participado de encontros recentemente para viabilizar uma chapa com as presenças de PSD, MDB e PSB. Márcio França deve ser seu vice mais uma vez.

Ainda filiado ao PSDB, Alckmin não se inscreveu no processo de prévias para a escolha do candidato ao governo do Estado em mais uma indicação que não permanecerá no partido. O PSD é visto como favorito para ter o ex-governador em seus quadros.

Caso confirme a candidatura, Alckmin deve ter como um de seus adversários o atual vice-governador, Rodrigo Garcia, que deixou o DEM e se filiou ao PSDB para disputar o cargo.

Pesquisa Datafolha divulgada em 19 de setembro mostrou Alckmin na liderança da corrida pelo governo de São Paulo com 26%, ante 17% do ex-prefeito da capital paulista Fernando Haddad (PT).

Política