PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Roberto Jefferson é internado em presídio; quadro é estável, diz secretaria

26.fev.2021 - Presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, em Curitiba - Eduardo Matysiak/Futura Press/Estadão Conteúdo
26.fev.2021 - Presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, em Curitiba Imagem: Eduardo Matysiak/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em Brasília

24/10/2021 15h40Atualizada em 24/10/2021 16h22

O presidente do PTB e ex-deputado federal, Roberto Jefferson, está internado com problemas de saúde no complexo penitenciário de Gericinó, no Rio de Janeiro, informou o advogado do político, Luiz Gustavo Pereira da Cunha, ao UOL.

A mesma informação foi dada pela vice-presidente do PTB, Graciela Nienov, em seu perfil no Twitter. Ela pediu que os seguidores orem pelo colega.

De acordo com Graciela, que se intitula "braço direito de Jefferson", o político está "com quadro de febre alta (39°C), pressão baixa (9/5), taquicardia (110bpm), dor na palpação na região do fígado, acúmulo de líquido nas pernas".

À reportagem, Cunha disse que Jefferson foi diagnosticado com o reaparecimento de problemas nos rins.

O advogado informou que o político havia sido internado na última sexta (22) e voltou para a cela. No entanto, ontem à tarde, teve um "mal súbito". Atualmente, Jefferson está preso em Bangu 8.

Ontem, Graciela havia falado que, embora Jefferson tivesse sido levado para o hospital do complexo prisional, ele precisava ser transferido com urgência para o hospital particular Samaritano, onde já esteve internado neste mês para tratar uma infecção urinária. Ele também passou por uma cirurgia de cateterismo.

Segundo Graciela, a Seap (Secretaria de Administração Penitenciária) teria dito não ter condições de tratá-lo. "Só depende do ministro Alexandre [de Moraes, do STF], vamos orar para que Deus entre em seu coração", disse.

Cunha afirmou que já solicitou para ao ministro Alexandre de Moraes a transferência de Jefferson para o hospital Samaritano, mas ainda não houve uma decisão.

Procurada pelo UOL, a Seap informou que Jefferson solicitou atendimento médico, na tarde de ontem, após apresentar quadro de dores na lombar.

"Ele foi prontamente atendido, sendo encaminhado ao pronto-socorro Geral Hamilton Agostinho, no Complexo de Gericinó, onde seguirá sendo observado, após orientação médica, para realização de um exame de ultrassonografia, na próxima terça-feira", disse, em nota. "Cabe ressaltar que o interno está lúcido, verbalizando e seu quadro clínico é estável."

Jefferson foi preso preventivamente em 13 de agosto deste ano no âmbito do inquérito que investiga as chamadas milícias digitais. Durante sua audiência de custódia, a defesa de Jefferson pediu que sua prisão fosse convertida em domiciliar devido a problemas de saúde, o que lhe foi negado.

Denúncia da PGR

A PGR (Procuradoria-Geral da República) apresentou denúncia contra Jefferson por incitação ao crime e homofobia. A iniciativa foi motivada por entrevistas e publicações em que o ex-deputado estimulou a população a atacar o Congresso Nacional, o STF e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

No ofício, a PGR detalha publicações nas redes sociais e entrevistas concedidas pelo político a alguns veículos de comunicação. Há, também, a reprodução de uma entrevista em que o ex-deputado compara a população LGBTQI+ a drogados e traficantes.

Política