PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Belém promove campanha de doação de sangue após nova cirurgia do prefeito

1º.jan.2021 - O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL), durante sua cerimônia de posse  - Filipe Bispo/Fotoarena/Estadão Conteúdo
1º.jan.2021 - O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL), durante sua cerimônia de posse Imagem: Filipe Bispo/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Luciana Cavalcante

Colaboração para o UOL, em Belém

25/10/2021 20h45

A prefeitura de Belém promove uma campanha de doação de sangue para o prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL). O gestor, que possui sangue A-, considerado raro, passou por uma segunda cirurgia hoje no Hospital Porto Dias, na capital paraense, e precisou de transfusão. Edmilson voltou a ser internado com urgência no sábado, com uma forte dor nas costas, após uma semana de alta. Ele ficou 12 dias internado com covid-19.

Na campanha, compartilhada no perfil de Edmilson Rodrigues, os doadores podem fazer doação dos sangues tipo O ou A - que serão repassados ao Hospital Porto Dias. As doações podem ser feitas na TV Mauriti.

De acordo com os médicos, a dor, que inclusive impossibilitava Rodrigues de andar, foi provocada por uma hemorragia torácica, que pode ter sido provocada pelo medicamento anticoagulante usado no tratamento da covid-19. O prefeito passou por duas cirurgias para conter o sangramento, sendo uma no sábado e outra hoje de manhã para a drenagem de resíduos de sangue. Com isso, foi necessário fazer transfusão de sangue.

"A gente precisa lembrar que ele tem 26 dias de doença hoje. Inclusive ele já está fora do período de contágio. Então foi a variante delta a causadora, que vem do fato de ele já ter tido as duas doses da vacina e adoecer. Justamente pelo fato de que ela é uma variante tão mais transmissível que as demais, conseguiria, naquele indivíduo que já tem um nível de anticorpo mais baixo, infectar e causar a doença", explicou um dos médicos que atende o gestor.

Edmilson Rodrigues tem 64 anos e foi internado pela primeira vez no dia 1 de outubro. Teve alta no dia 13 e voltou ao hospital na noite do sábado. Em nota oficial, a prefeitura informou que o procedimento realizado na manhã de hoje foi um sucesso e que o prefeito não tem lesões nos pulmões, teve melhora na função renal e nos fatores hematológicos. Ele está acordado, respirando espontaneamente e segue em recuperação pós-operatória na Unidade de Terapia Intensiva.

Política