PUBLICIDADE
Topo

Política

Reduto de Ciro, PDT do Ceará tem só 1 de 5 votos contra PEC dos Precatórios

O deputado federal André Figueiredo (CE) foi um dos membros do PDT que votou a favor da PEC; ele foi cobrado por colegas após a sessão - 2.out.2015 - Pedro Ladeira/Folhapress
O deputado federal André Figueiredo (CE) foi um dos membros do PDT que votou a favor da PEC; ele foi cobrado por colegas após a sessão Imagem: 2.out.2015 - Pedro Ladeira/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

04/11/2021 10h48

Apenas um dos cinco deputados cearenses do PDT votou contra a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios. O Ceará é reduto de Ciro Gomes, pré-candidato do partido a presidente da República.

Em razão de a maioria da bancada do PDT na Câmara ter votado a favor da PEC, Ciro anunciou hoje que suspendeu sua pré-candidatura.

Como votaram os deputados do Ceará na bancada do PDT

  • André Figueiredo: sim
  • Eduardo Bismarck: sim
  • Idilvan Alencar: não
  • Leônidas Cristino: sim
  • Robério Monteiro: sim

O PDT ainda tem um sexto deputado com mandato pelo Ceará: Mauro Benevides. Mas ele está licenciado do cargo.

Embate

A posição divergente no partido gerou um embate entre parlamentares. Segundo o jornal O Globo, Paulo Ramos, parlamentar do PDT pelo Rio de Janeiro gritou para Figueiredo: "que vergonha". Ramos foi contrário à PEC.

"Ah, tá certo. Você que é puxadinho da esquerda", respondeu Figueiredo na saída do plenário. "Quero ver agora o Ciro Gomes defender isso [a aprovação da PEC] na campanha, no palanque", contra-argumentou Ramos.

A proposta, que já havia passado por comissão especial, abre espaço fiscal de R$ 91,6 bilhões para o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) em 2022, o que viabiliza o lançamento do Auxílio Brasil de R$ 400. A PEC precisa passar ainda por um segundo turno de votação na Câmara antes de ir para o Senado.

Política