PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
9 meses

Bolsonaro retira homenagem a pesquisador que é contra cloroquina para covid

Em edição extra do Diário Oficial Bolsonaro tornou sem efeito o decreto que concedia a Ordem Nacional do Mérito Científico a Adele Schwartz Benzaken e a Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda - Adriano Machado/Reuters
Em edição extra do Diário Oficial Bolsonaro tornou sem efeito o decreto que concedia a Ordem Nacional do Mérito Científico a Adele Schwartz Benzaken e a Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda Imagem: Adriano Machado/Reuters

Do UOL, em São Paulo

05/11/2021 13h47

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cancelou a homenagem que havia concedido a dois cientistas críticos da condução do combate à pandemia de covid-19 feitos pelo governo federal.

Em edição extra do Diário Oficial publicada hoje, Bolsonaro tornou sem efeito o decreto que concedia a Ordem Nacional do Mérito Científico a Adele Schwartz Benzaken, que é diretora da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) Amazônia, e a Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda, pesquisador da Fundação de Medicina Tropical "Doutor Heitor Vieira Dourado".

Marcus Vinícius liderou um estudo conduzido no Amazonas que concluiu que a cloroquina não deve ser usada no tratamento da covid-19. O medicamento comprovadamente ineficaz contra a doença é frequentemente defendido por Bolsonaro e seus apoiadores.

O decreto que concede a Ordem Nacional do Mérito Científico a 32 personalidades foi assinado na última quarta-feira (3) e publicado no Diário Oficial ontem. Hoje, Bolsonaro voltou atrás em relação ao nome dos dois pesquisadores.

A honraria foi criada em 1993 pelo então presidente Itamar Franco com o objetivo reconhecer "personalidades nacionais e estrangeiras que, por relevantes contribuições prestadas à ciência e à tecnologia, tenham-se tornado merecedoras de distinção".

Política