PUBLICIDADE
Topo

Política

Comando do PSDB suspeita que ataque hacker tenha derrubado eleição tucana

As prévias do PSDB foram interrompidas no último domingo (21) devido a uma falha no aplicativo que era usado para votação - Luís Blanco /Equipe JD
As prévias do PSDB foram interrompidas no último domingo (21) devido a uma falha no aplicativo que era usado para votação Imagem: Luís Blanco /Equipe JD

Lucas Valença

Do UOL, em Brasília

25/11/2021 17h03Atualizada em 25/11/2021 20h01

O comando do PSDB suspeita que hackers tenham derrubado as prévias do partido, suspensas desde domingo (21), e estabeleceu um prazo de dez dias para apurar internamente evidências do ataque ao aplicativo usado na escolha do candidato tucano à Presidência. Depois desse prazo a legenda decidirá se acionará a PF (Polícia Federal).

"Nós contactamos os três advogados do PSDB e fixamos um prazo de dez dias para que todas as diligências necessárias para apontar as causas desse congestionamento sejam coletadas para que possamos tomar as medidas necessárias", afirmou o vice-presidente jurídico do PSDB, o deputado federal Carlos Sampaio (SP).

A suspeita de que o sistema de votação do PSDB teria sido invadido partiu de uma apuração prévia feita pela Faurgs (Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul), divulgada na tarde de ontem.

Por meio de nota, a Faurgs afirmou que considera "muito plausível a ocorrência de um ataque de hackers ao aplicativo" desenvolvido pela fundação.

Segundo Carlos Sampaio, o novo prazo estipulado pelo partido servirá para "dar subsídio à PF" para que a corporação policial receba "todos os elementos de prova".

O envolvimento da PF tem sido solicitado por partidários e por ex-presidentes estaduais da legenda.

"As medidas que estão sendo tomadas pelos técnicos são para evitar aquilo que ocorreu no domingo passado", disse.

Com relação à continuidade do processo de votação, o presidente nacional da legenda, Bruno Araújo, afirmou que a empresa responsável pelo processo de votação terá até às 21h de hoje para promover os últimos ajustes no sistema.

Caso o aplicativo não apresente problemas, o partido voltará a se reunir amanhã às 9h para definir os procedimentos que serão adotados para o novo pleito.

"Se houver a confirmação por parte da empresa, e se não houver nenhum agente externo que impeça as eleições, o pleito estará confirmado até domingo", declarou Araújo.

Segundo o regimento interno do partido, as prévias do partido poderão ocorrer até o próximo domingo (28). No entanto, caso a eleição volte a apresentar problemas, Bruno Araújo assinará uma nova resolução estendendo o prazo.

Ao UOL, a assessoria de imprensa do PSDB explicou que os últimos testes nos aplicativos que poderão ser usados no domingo não apresentaram novos problemas. As ferramentas, porém, seguem em teste.

Política