PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Morre Olavo de Carvalho aos 74 anos nos Estados Unidos

Do UOL, em São Paulo

25/01/2022 02h21Atualizada em 25/01/2022 14h36

O escritor e guru bolsonarista Olavo de Carvalho morreu nesta segunda-feira (24) aos 74 anos nos Estados Unidos. A informação foi confirmada em nota pela família postada no perfil dele nas redes sociais. A causa da morte não foi informada.

Olavo de Carvalho deixa esposa, oito filhos e 18 netos. Segundo a nota, ele estava internado num hospital da região de Richmond, no estado americano da Virgínia.

O escritor vinha enfrentando problemas de saúde, inclusive havia suspendido as aulas de seu curso online após ser infectado com o novo coronavírus no dia 16. Ele costumava minimizar a pandemia e se manifestava contra a vacina. Segundo uma de suas filhas, a causa da morte foi covid-19.

Na nota postada no perfil de Olavo de Carvalho, a família diz que "agradece a todos os amigos as mensagens de solidariedade e pede orações pela alma do professor".

O presidente Jair Bolsonaro (PL) também se manifestou durante a madrugada sobre o falecimento. "Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do nosso país", escreveu em seu perfil no Twitter.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, também homenageou o influenciador. Na postagem, disse que "seus livros, vídeos e ensinamentos permanecerão por muito tempo ainda."

Outra personalidade que mencionou o falecimento foi o cineasta Josias Teófilo, diretor do filme O Jardim das Aflições, que aborda a vida doméstica e visão de mundo do influenciador.

Problemas de saúde

Olavo de Carvalho era considerado um dos principais influenciadores da extrema-direita brasileira e um dos ideólogos do presidente e de seus filhos.

Autor de diversas obras de influência nesse campo, Olavo de Carvalho se autointitulava filósofo, apesar de não ter formação na área.

No ano passado, Carvalho teve diversos problemas de saúde, que o levaram a uma série de internações em São Paulo e nos Estados Unidos, onde morava.

Entre julho e agosto de 2021, Carvalho foi internado três vezes no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InCor). Ele é cardiopata e, nesse período, foi submetido a diversos tratamentos, uma cirurgia na bexiga e um cateterismo de emergência.

O Ministério Público de São Paulo chegou a instaurar à época procedimento para apurar se o escritor furou a fila do SUS. Depois de receber alta na rede pública, ele internou-se novamente, na clínica Saint Marie, na Zona Sul de São Paulo, de onde recebeu alta no fim de novembro.

Relação com a família Bolsonaro

Carvalho nasceu em 29 de abril de 1947 em Campinas, no interior de São Paulo. Ele trabalhou como astrólogo e ensaísta. Em 2013, ele publicou o livro "O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota", que reunia artigos escritos desde 1997.

O trabalho de Carvalho era seguido pelos filhos do presidente. Eduardo, que chegou a classificá-lo como "ícone", e o vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos) exaltavam as teorias do ensaísta. A partir dos filhos, o presidente passou a acompanhar Carvalho, o que fez com que ele passasse a ser tido como "guru do bolsonarismo".

Discípulos de Carvalho integraram o governo de Bolsonaro, como os ex-ministros Abraham Weintraub (Educação), Ernesto Araújo (Itamaraty) e Ricardo Vélez (Educação). As crises geradas por eles fizeram com que os seguidores do ensaísta, sempre em embate com a ala militar da gestão Bolsonaro, perdessem espaço no governo.

(Com Estadão Conteúdo)

Política