PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
5 meses

Na Rússia, Bolsonaro diz que Brasil tem vocação de amizade com todas nações

Bolsonaro e Putin posam juntos na reunião dos Brics - Pedro Ladeira/Folhapress
Bolsonaro e Putin posam juntos na reunião dos Brics Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Colaboração para o UOL, em Brasília

15/02/2022 17h30

Em agenda na Rússia, o presidente Jair Bolsonaro se comparou hoje ao imperador Dom Pedro II ao afirmar que o Brasil "tem vocação" para manter boas relações diplomáticas com todos os países do mundo.

"Em 1876, Dom Pedro II foi o 1° estadista brasileiro a visitar a Rússia. Cento e quarenta e seis anos depois, no ano em que comemoramos 200 anos da independência do Brasil, tenho a satisfação de realizar o mesmo percurso", escreveu Bolsonaro em suas redes sociais.

A declaração ocorre um dia antes do encontro com o presidente russo, Vladimir Putin. Na reunião, os dois presidentes devem abordar questões de fortalecimento da parceria estratégica russo-brasileira e cooperações comerciais.

Como resultado das conversas, estão previstas declarações para a imprensa.

O encontro de Bolsonaro com Putin dá-se em meio a tensões da Rússia com o Ocidente, a Otan e a Ucrânia.

Apoiadores do presidente no Brasil e interlocutores na Ucrânia esperam que ele leve uma mensagem de paz em sua visita.

No governo, a expectativa é que Bolsonaro mantenha a neutralidade em seu encontro no Kremlin (sede do governo russo).

A visita de Bolsonaro à Rússia foi negociada no fim do ano passado.

No Brasil, o Itamaraty deverá tentar passar a imagem de que o encontro foi espaço para diálogos sobre interesses bilaterais, citando por exemplo a importância do fertilizante russo para a agricultura brasileira.

Política