PUBLICIDADE
Topo

Política

Com casamento amanhã, Lula pausa pré-campanha e passa lua de mel em SP

Ao lado da companheira Janja, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participa do evento de lançamento de sua pré-candidatura ao Planalto, no Expo Center Norte, em São Paulo - Nelson Almeida/AFP
Ao lado da companheira Janja, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participa do evento de lançamento de sua pré-candidatura ao Planalto, no Expo Center Norte, em São Paulo Imagem: Nelson Almeida/AFP

Lucas Borges Teixeira

Do UOL, em São Paulo

17/05/2022 04h00Atualizada em 17/05/2022 06h37

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) interrompeu nesta semana a agenda pública de pré-campanha à Presidência da República para focar no seu casamento com a socióloga Rosângela Silva, a Janja, na noite de amanhã (18), e depois na lua de mel. Ela também tem participado ativamente das atividades junto ao noivo.

A festa ocorrerá em São Paulo, porém sem local ou hora divulgados diretamente pelo ex-presidente. A lua de mel também deverá ser no estado, sem viagens —o destino do casal ainda não foi divulgado.

Esta é a primeira pausa na pré-campanha desde o início de abril, quando uma série de eventos sedimentaram a chapa com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB), seu vice na disputa ao Planalto.

Desde então, Lula tem participado de agendas públicas em São Paulo, como encontros com sindicalistas, com jovens em Heliópolis, e visita a uma ocupação em Sumaré (SP) e a uma universidade em Campinas (SP).

No último dia 7, o petista lançou oficialmente a pré-candidatura na capital paulista e saiu para a viagem inaugural pelo Brasil, em Minas Gerais. Na última semana, foi a Belo Horizonte, Contagem e Juiz de Fora. Agora, participará apenas eventos particulares.

A agenda da pré-campanha será retomada na semana que vem, no Sul. Na próxima segunda-feira (23), a expectativa é que o petista viaje para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Na semana seguinte, começo de junho, segue para a região Norte do país, onde visita o Amazonas e o Pará.

Nos dias 4 e 5 de junho, o PT realizará o encontro nacional do partido, que vai celebrar os nomes da chapa e debater outras candidaturas.

Casamento discreto

O casamento foi programado para ser discreto. De acordo com o colunista Alberto Bombig, do UOL, o objetivo é que a cerimônia não vire um ato político e seja voltada apenas às pessoas mais próximas —muito embora a grande maioria dos convidados seja do meio político.

A reportagem apurou que a quantidade de convidados será de 100 a 150 pessoas, entre políticos e artistas. Mas ninguém foi informado ainda sobre o local exato do evento. Os convites foram impressos por QRCode e os convidados só devem receber mais detalhes a partir de hoje, véspera da celebração.

Com o consentimento da noiva, Universa, do UOL, conseguiu alguns detalhes sobre o vestido de Janja, assinado pela estilista Helô Rocha. Bombig afirmou que Lula e Janja planejam passar a noite anterior ao casamento separados. O petista dormirá em um hotel da zona sul de São Paulo e verá a companheira apenas na cerimônia.

Os dois iniciaram o relacionamento ao fim de 2017, mas só o tornaram público em 2019, quando o petista estava preso em Curitiba. A socióloga foi uma das pessoas mais presentes na vigília em frente à Polícia Federal da capital paranaense. Ajudou a coordená-la e era uma das poucas autorizadas a visitar Lula. Hoje, é figura central da campanha.

Quando questionado sobre Janja, Lula diz não falar em nome dela. Em entrevista à revista norte-americana "Time", quando questionado sobre a noiva, disse que "ela mesma poderia falar por si".

Política