PUBLICIDADE
Topo

Política

Filho do governador Ronaldo Caiado morre em Goiás

Camila Turtelli

Do UOL em Brasília

03/07/2022 13h41Atualizada em 04/07/2022 11h33

Ronaldo Caiado Filho, 40, filho do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), morreu na manhã deste domingo (3). A causa da morte não foi divulgada pela família.

O governador recebeu a notícia pela manhã quando participava de uma das missas de encerramento da Festa do Divino Pai Eterno em Trindade, a cerca de 25 km da capital Goiânia, onde participava das festividades desde as 5h30.

Ronaldo Filho tinha 40 anos e era o segundo filho do primeiro casamento do governador com Thelma Gomes. O velório acontece hoje no Cemitério Vale do Cerrado, em Goiânia.

A assessoria de imprensa do governo estadual divulgou nota lamentando a morte. "É com profundo pesar que comunicamos o falecimento de Ronaldo Ramos Caiado Filho, filho do governador Ronaldo Caiado e de Thelma Gomes. Ele morreu neste domingo (03/07), aos 40 anos. A família enlutada pede a todos orações para enfrentar este momento de imensa dor."

O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez uma postagem no Twitter.

O Palácio do Planalto também divulgou nota. "O Governo Federal, por meio da Presidência da República, presta suas condolências ao Governador de Goiás e a toda a sua família pelo falecimento de seu ente querido, Ronaldo Caiado Filho. O Presidente da República roga a Deus que receba Caiado Filho em Seus braços e console o Governador e toda a sua família, dando-lhes força e fé para superar esse difícil momento de suas vidas!".

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), lamentou a morte de Ronaldo Filho pelas redes sociais.

"Poucas notícias podem ser tão tristes quanto a do falecimento de uma pessoa jovem, que tinha uma larga e enriquecedora trajetória pela frente. Eu e minha esposa, Thelma Cruz, somos amigos da família e estaremos sempre ao lado de todos. Nos unimos em oração por Ronaldo Filho e pedimos para que todos os milhares de goianas e goianos façam o mesmo", escreveu.

O senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) também se manifestou. "Estou muito abalado! Eu o adorava, nossos almoços em São Paulo na época de Band e SBT. Ronaldo Filho certamente no colo de Deus".

O senador Davi Alcolumbre (União Brasil-AP) também usou as redes sociais para prestar solidariedade à família. "Fica aqui o meu mais profundo pesar, rogando a Deus que possa confortar toda família e amigos neste momento de profunda dor", escreveu.

Veja outros políticos que se manifestaram sobre a morte de Ronaldo Caiado Filho:

Política