PUBLICIDADE
Topo

Política

Real Time CE: Capitão Wagner tem 35%; Roberto Cláudio, 26%; e Elmano, 20%

Deputado federal Capitão Wagner (União Brasil-CE), pré-candidato ao governo do Ceará - Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Deputado federal Capitão Wagner (União Brasil-CE), pré-candidato ao governo do Ceará Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

04/08/2022 14h15Atualizada em 06/08/2022 07h22

Real Time Big Data - Pesquisa confiável -  -

Pesquisa Real Time Big Data para o governo do Ceará, contratada pela Record TV e divulgada hoje, aponta o Capitão Wagner (União Brasil), candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), como líder na sondagem, com 35% das intenções de voto da pesquisa estimulada— quando os entrevistados recebem uma lista prévia de pré-candidatos.

Na sequência, vem Roberto Cláudio (PDT), com 26%, e Elmano de Freitas (PT), com 20%. Como a margem é de três pontos para mais ou para menos, eles estão empatados tecnicamente em segundo lugar.

Adelita Monteiro (PSOL) tem 1%, e Zé Batista (PSTU) e Serley Leal (UP) não pontuaram. Os três também empatam, dentro de margem de erro.

A candidata do PSOL abandonou a disputa na última quarta-feira (3) para apoiar Elmano de Freitas, mas seu nome apareceu na pesquisa.

Brancos e nulos somaram 9%, e os que não sabem ou não responderam foram 8%.

A sondagem não é comparável com a última edição realizada pelo instituto, em junho, já que houve mudança nos nomes apresentados aos entrevistados.

O Real Time Big Data ouviu 1.500 pessoas por telefone durante os dias 2 e 3 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o código CE-06152/2022 e custou R$ 20.000.

Veja a seguir os cenários testados:

Cenário 1

  • Capitão Wagner (União Brasil) - 35%
  • Roberto Cláudio (PDT) - 26%
  • Elmano de Freitas (PT) - 20%
  • Adelita Monteiro (PSOL) - 1%
  • Zé Batista (PSTU) - 0
  • Serley Leal (UP) - 0
  • Brancos/Nulos - 9%
  • Não sabem/Não responderam - 8%

Cenário 2

  • Capitão Wagner (União Brasil) - 35%
  • Roberto Cláudio (PDT) - 26%
  • Elmano de Freitas (PT) - 21%
  • Brancos/Nulos - 9%
  • Não sabem/Não responderam - 9%

Cenário 3

  • Capitão Wagner (União Brasil), com apoio de Bolsonaro - 34%
  • Elmano de Freitas (PT), com apoio de Lula - 30%
  • Roberto Cláudio (PDT), com apoio de Ciro Gomes - 25%
  • Brancos/Nulos - 6%
  • Não sabem/Não responderam - 5%

Pesquisa espontânea

A Real Time Big Data também fez uma pesquisa espontânea, quando os entrevistados não recebem uma lista prévia de pré-candidatos.

Nesse caso, Capitão Wagner também lidera, com 29%. Depois, Roberto Cláudio e Elmano de Freitas aparecem tecnicamente empatados, com 11% e 9%, respectivamente.

Camilo Santana, ex-governador no estado, também apareceu com 2%. No entanto, ele não pode se eleger governador nesta eleição e renunciou ao governo para se candidatar ao Senado.

Veja o resultado a seguir:

  • Capitão Wagner (União Brasil) - 29%
  • Roberto Cláudio (PDT) - 11%
  • Elmano de Freitas (PT) - 9%
  • Camilo Santana (PT) - 2%
  • Izolda Cela (PDT) - 1%
  • Outros - 2%
  • Brancos/Nulos - 4%
  • Não sabem/Não responderam - 42%

Racha entre irmãos

A escolha de Roberto Cláudio para concorrer ao governo do Ceará causou, pela primeira vez, uma separação entre os irmãos Ciro Gomes (PDT), pré-candidato ao Planalto, Cid Gomes (PDT-CE), que é senador, e Ivo Gomes (PDT), prefeito de Sobral (CE), berço da família.

O senador e Ivo apoiavam a atual governadora Izolda Cela (ex-PDT e agora sem partido) com a anuência do PT, que governou o estado de 2015 a 2022. Havia um acordo entre Cid e o ex-governador Camilo Santana (PT), pré-candidato ao Senado, por um apoio conjunto à candidata.

Segundo o UOL apurou, a escolha de Cláudio, porém, feita por meio de votação aberta do diretório estadual do PDT, teve influência direta de Ciro e enfureceu os irmãos e o PT —que decidiu lançar candidato próprio, Elmano de Freitas. Ciro, no entanto, nega interferência.

Camilo Santana lidera para o Senado

Na pesquisa para a disputa do Senado, Camilo Santana lidera com folga. Ele tem 66%, enquanto os outros candidatos aparecem empatados com 3%, 2% ou 1%.

  • Camilo Santana (PT) - 66%
  • Inspetor Alberto (Pros) - 3%
  • José Alberto Bardawill (PL) - 3%
  • Pastor Paixão (PTB) - 3%
  • Paulo Anacé (PSOL) - 2%
  • Marcelo Mendes (Avante) - 1%
  • Brancos/Nulos - 13%
  • Não sabem/Não Responderam - 9%

Sobre o instituto

O Real Time Big Data foi fundado em 2015, tem sede em São Paulo e fez sua primeira pesquisa presidencial em 2018, sempre por telefone e com financiamento principal da TV Record.

Política