PUBLICIDADE
Topo

Política

CE: Vice do MDB abandona candidatura em 24h após ataques por chapa com PT

Renata Almeida (MDB) desistiu da disputa menos de 24h após anúncio oficial - Divulgação
Renata Almeida (MDB) desistiu da disputa menos de 24h após anúncio oficial Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL

06/08/2022 13h29Atualizada em 06/08/2022 14h12

Indicada pelo MDB, a fisioterapeuta Renata Almeida renunciou à candidatura para ser vice-do PT na disputa pelo governo do Ceará. Sua candidatura durou menos que 24h. Hoje pela manhã, ela anunciou que desistiu definitivamente do pleito por ataques que teria sofrido após anunciar a chapa.

Em uma publicação no stories do Instagram, Renata diz que foi alvo de fake news e ataques contra sua honra e da sua família. "Entendo que a política deve ser usada para promover o bem e a união e jamais para agredir as pessoas e tentar destruir reputações por parte de adversários", escreveu. "Lamento muito, mas, para proteger meus filhos e minha família, minha decisão de saída é em caráter definitivo", disse.

O candidato do PT ao governo do Ceará, Elmano Freitas, lamentou, também pelas redes sociais, os ataques que a indicada do MDB afirmou ter sofrido e disse respeitar a decisão.

No anúncio da sua candidatura, o perfil do PT no Ceará escreveu que Renata tem "atuação pautada em causas sociais e projetos para a melhoria da saúde pública do estado". Ela trabalhou na então Secretaria do Governo do Estado e na gestão de Unidade de Abrigo para Idosos.

O que diz a pesquisa mais recente

Pesquisa Real Time Big Data para o governo do Ceará, contratada pela Record TV e divulgada no último dia 4, aponta o Capitão Wagner (União Brasil), candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), como líder na sondagem, com 35% das intenções de voto da pesquisa estimulada— quando os entrevistados recebem uma lista prévia de pré-candidatos.

Na sequência, vem Roberto Cláudio (PDT), com 26%, e Elmano de Freitas (PT), com 20%. Como a margem é de três pontos para mais ou para menos, eles estão empatados tecnicamente em segundo lugar.

Adelita Monteiro (PSOL) tem 1%, e Zé Batista (PSTU) e Serley Leal (UP) não pontuaram. Os três também empatam, dentro de margem de erro. A candidata do PSOL abandonou a disputa na última quarta-feira (3) para apoiar Elmano de Freitas, mas seu nome apareceu na pesquisa.

Brancos e nulos somaram 9%, e os que não sabem ou não responderam foram 8%.

Política