Conteúdo publicado há 8 meses

Dino aciona PF após fake news de que Lula impediu doações no RS

O ministro Flávio Dino acionou a Polícia Federal para investigar a pessoa que divulgou a fake news de que o presidente Lula (PT) travou doações de alimentos em Lajeado (RS) após a passagem do ciclone.

O que aconteceu:

No vídeo, uma mulher identificada como Samara diz que foi a Lajeado para ajudar no recolhimento de donativos, mas que os alimentos não estavam sendo liberados "porque tem que aguardar o presidente Lula".

Ela diz que Lula vai promover suas redes sociais com vídeos e fotos "em cima das doações".

O vídeo foi amplamente divulgado em redes bolsonaristas, inclusive pelo deputado federal Gustavo Gayer (PL). Ele apagou o conteúdo.

Ainda no domingo (10), ministros do governo Lula se movimentaram para desmentir a fake news. Nas redes, Paulo Pimenta condenou o vídeo: "Isso é crime e conduta de pessoas sem escrúpulos que se aproveitam da tragédia para criar uma narrativa falsa".

Pimenta também diz que a mulher e outras pessoas que compartilharam o vídeo já foram identificadas.

Hoje, o ministro Dino disse que a PF vai adotar todas as providências previstas em lei. "Fake news não é piada ou instrumento legítimo de luta política. Esse crime é ainda mais grave quando se refere a uma crise humanitária, pois pode aumentar o sofrimento das famílias".

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes